Classificação Áustria – Charles Leclerc confirma bom desempenho e crava pole no Red Bull Ring

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A classificação realizada hoje (29), para o Grande Prêmio da Áustria, contou com a pole-position de Charles Leclerc. O monegasco confirmou o bom desempenho dos treinos livres e anotou 1:03:003, com folga e anotou a segunda pole da carreira. Foram três equipes diferentes, representadas no top-3.

Lewis Hamilton ficou com a segunda posição, após anotar 1:03:262, mais lento 0s259. Max Verstappen, representou a Red Bull, no terceiro lugar, com 1:03:439.

Ao lado do holandês amanhã vamos ver Valtteri Bottas, com o segundo carro da Mercedes. A quinta posição foi bem disputada, mas Kevin Magnussen garantiu ela para a Haas. Seguido por Lando Norris da McLaren.

A Alfa Romeo conseguiu avançar para o Q3, com os dois carros, desta forma Kimi Raikkonen foi o sétimo, com Antonio Giovinazzi em oitavo. Pierre Gasly, até acompanhou Verstappen, durante o Q1 e Q2, mas no momento da definição, o francês, foi apenas o nono.

Sebastian Vettel ficou fora, pois pouco antes do início do Q3, a Ferrari identificou um problema no carro, relacionado a pressão de ar no motor. Desta forma o alemão, larga amanhã da décima posição, isso se a Ferrari não precisar realizar nenhuma modificação no carro, que possa causar uma punição, pois após a classificação o sistema de parque fechado é estabelecido.

Punições

O grid de largada ainda vai ter algumas modificações, Alexander Albon, por conta de uma atualização da Honda no motor, com isso o piloto perde 10 posições. A McLaren também precisou trocar o motor de Carlos Sainz e desta forma o piloto espanhol também vai ser visto no fim do grid.

Nico Hulkenberg é mais um dos pilotos punido no grid. A Renault optou por instalar um novo ‘’Spec B’’ e por este motivo o espanhol perde cinco posições. Por último Kevin Magnussen após troca da caixa de câmbio, vai abandonar a quinta posição, para ser o décimo amanhã.

lll Saiba como foi a Classificação na Áustria

lll Q1

https://twitter.com/F1/status/1144954123240005633

Robert Kubica, Antonio Giovinazzi e Kimi Raikkonen foram os primeiros a deixar os boxes, assim que a pista foi liberada. Todos estavam com os pneus macios. O polonês registrou 1:07:579, tempo que foi rapidamente superado por Giovionazzi e Raikkoen.

Lance Stroll curiosamente, utilizava os pneus médios está primeira fase da sessão e em sua primeira marca, registrou 1:05:456.

Aos poucos outros pilotos fechavam as suas voltas e Lando Norris conseguia se tornar o primeiro, ao registrar 1:04:661.

Sebastian Vettel e Charles Leclerc, assim como Stroll, utilizavam o composto médio, o alemão anotou 1:04:623, para se tornar o terceiro colocado. Leclerc era o líder com 1:04:304, seguido por Gasly, com 1:04:412.

Max Verstappen, foi o último piloto a ter tempo aferido e o holandês superou a marca de Vettel, ao anotar 1:04:565. Lewis Hamilton conseguia subir para a quarta posição com 1:04:560, enquanto Bottas era o sétimo colocado.

Na zona de corte, tínhamos: Raikkonen, Kvyat, Stroll, Russell e Kubica. A pista passava a ficar vazia, pois os pilotos realizariam um novo stint.

Nos últimos minutos, Giovinazzi passava a ser o sexto colocado, com 1:04:450.

Com o cronômetro zerado: Verstappen subia para a primeira posição, com 1:03:807. Kvyat fora eliminado por ser atrapalhado na pista e perder tempo no último setor. A Williams que estava muito mais lenta, foi a principal por atrapalhar o russo.

O incidente envolvendo Hamilton e Raikkonen, vai ser investigado após a classificação.

lll Eliminados

16) Sergio Pérez 1:04:789

17) Lance Stroll 1:04:832

18) Daniil Kvyat 1:05:324

19) George Russell 1:05:90

20) Robert Kubica 1:06:206

lll Q2

https://twitter.com/F1/status/1144961052104384512

Quando a pista foi liberada pela segunda vez, Hamilton, Bottas e Verstappen, foram os primeiros a deixar os boxes. Estes três pilotos estavam com os pneus médios, enquanto a Ferrari, utilizava os compostos macios em sua dupla.

O holandês saltou para a ponta com 1:03:835, seguido por Bottas com 1:03:936 e Hamilton com 1:04:157.

Quando Charles Leclerc completou o seu giro, o monegasco passou para a primeira posição, com 1:03:459, Vettel era o segundo, após anotar 1:03:667.

Restando sete minutos, as posições eram: Leclerc, Vettel, Verstappen, Hamilton, Bottas, Gasly, Norris, Raikkonen, Giovinazzi e Magnussen.

Na zona de corte, tínhamos: Hulkenberg, Albon, Grosjean, Ricciardo e Sainz. A pista tornava a ficar vazia, pois os pilotos estavam instalando novos compostos, para mais uma volta rápida.

Kevin Magnussen, acabava extravasando os limites de pista e saído para brita, sozinho.

Com o cronômetro zerado, os dois carros da Alfa Romeo passavam para o Q3.

lll Eliminados

11) Romain Grosjean 1:04:490

12) Nico Hulkenberg 1:04:516

13) Alexander Albon 1:04:665

14) Daniel Ricciardo 1:04:790

15) Carlos Sainz 1:13:601

https://twitter.com/F1/status/1144964821235982336

lll Q3

Assim que a pista foi liberada, a dupla da Alfa Romeo seguiu para a pista. Raikkonen anotou 1:04:734 e Giovinazzi estava separado por 0s008.

Charles Leclerc conseguia anotar 1:03:208, superando Bottas por 0s351. Verstappen era o terceiro colocado, seguido por Hamilton na quarta posição. Pierre Gasly se posicionou na quinta posição. Raikkonen e Giovinazzi foram empurrados para sexto e sétimo. Norris e Magnussen completavam o grid em oitavo e nono.

Sebastian Vettel por conta de um problema com a pressão de ar, no motor.

Com o cronômetro zerado, Charles Leclerc melhorou para 1:03:003, conseguindo garantir a pole-position na Áustria. Hamilton ficou com a segunda colocação, seguido por Verstappen em terceiro.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.