BP BEATS - Andrea Moda – A Moda Que Pegou Mal • BP • Boletim do Paddock

BP BEATS – Andrea Moda – A Moda Que Pegou Mal

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

|De São Paulo/SP para Curitiba/PR voltando para São Paulo/SP:

Perry McCarthy (GB), Andrea Moda Formula Moda S921.. Perry’s foray into Formula One was limited as his car wasn’t really up to speed or reliability.. Spanish Grand Prix, 03/05/1992, Barcelona, Spain.

1992. Dr Ulysses Guimarães sumia no mar após acidente com seu helicóptero, Nelson Piquet sofria um grande acidente esmagando um dos seus pés em Indianapolis, Fernando Collor de Mello cumpria a determinação de assinar seu Impeachment e entrava em seu lugar um senhor de Minas Gerais com um topete de respeito chamado Itamar Franco para cumprir o restante do mandato. Inclusive, outro topetudo que ressurgia na mídia musical na MTV brasileira e americana era o ex-vocalista dos Smiths, Morrissey com seu álbum Your Arsenal, com sonoridade bem diferente do que já tinha feito nos Smiths e nos álbuns e singles na carreira solo. Esse álbum foi indicado para a categoria de Melhor Album Alternativo do Grammy juntamente com Good Stuff do B-52s, Wish do The Cure, Non Such do XTC e o vencedor Bone Machine do Tom Waits. Como o Bunnyman ficou puto na época, hoje ele pode deixar registrado que o melhor da lista era mesmo o Morrissey.

– Valesi, o que acha?

– Opa! Fala Bunnyman! E aí, caro leitor! O que eu acho? Acho que Morrissey, Smiths, The Cure e associados são uns chorões que ficavam de mimimi nos anos 80. Tom Waits tem uma voz rouca genial, mistura blues com qualquer coisa, interpretou o Reinfield no Dracula de Bram Stocker e gravou este vídeo (que é do Bone Machine) vestido de diabo com salto alto e andando numa bicicleta infantil. Ele comeria esses proto-emos no café da manhã, acompanhados por uma dose de Jack Daniels.

E ali nesse mesmo 1992, só restavam restos na garagem da extinta Coloni, equipe italiana que esteve na F1 de 1987 a 1991 (esteve, mas não conseguiu se classificar para nenhuma corrida por duas temporadas). E quando se classificava, era aquela maravilha: em 1989, por exemplo, Roberto Pupo Moreno não conseguiu tempo suficiente para largar em 12 das 16 corridas; nas outras quatro, abandonou. Essa maravilhosa estrutura chamou a atenção de Andrea Sassetti que ao final desse ano, adquiriu o espólio da equipe falida para entrar na pista em 1992 como Andrea Moda Formula. A equipe ganhou esse nome em referência a uma das empresas de Sasseti que atuava no campo de sapatos femininos.

Diz a lenda (não encontrei o material comprovando) que um dos primeiros movimentos de marketing na divulgação da compra da Coloni se deu por cartazes espalhados na Itália onde uma modelo nua era exibida com um sax. Quando se pesquisa a história de Sassetti, que saiu de garoto pobre em Fermo para dono de um império graças à grana ganha em jogos ilegais de pôquer e à ajuda da máfia, pode-se acreditar um pouco mais nessa lenda.

– Aliás, sabe qual foi uma das músicas a chegar ao topo das paradas na Itália em 1992, Bunnyman? La Forza dela Vita, interpretada por Paolo Vallesi (deve ser parente).

– Ainda bem que você herdou o lado hard rock da família, Valesi.

Os primeiros aventureiros do cockpit da Moda foram o ex-Coloni Enrico Bertaggia e Alex Caffi que já havia passado pela Scuderia Italia, Arrows, Osella e Footwork. Na carreira, Bertaggia foi a 8 GPs como piloto e nunca largou, mas foi campeão da F3 Italiana em 1987. Caffi tem um histórico mais respeitado na F1 até mesmo por ter mais experiencia.

Embarcado com os motores Judd, a equipe partia para seu primeiro GP em Kyalami na África do Sul, mas havia o tal valor que se paga para entra na F1. Sasseti informou que a Andrea Moda era a Coloni rebatizada, portanto se tratava da mesma equipe e se recusou a pagar o valor de 100.000 ‘Clintons’ na época. Só o carro de Caffi foi para a pista, mas apenas para os treinos. No final das contas, o já irredutível e inenrolável Bernie Ecclestone conseguiu o valor exigido pela Federação.

Os testes serviram para saber que o carro não tinha muito futuro (e talvez nem fosse um carro). Como o tempo era escasso, eles pediram ajuda a outras equipes, uma delas foi a Simtek que já era uma empresa constituída com foco em designs automobilísticos e que no ano seguinte estaria na F1 com sua própria equipe. Falando em Simtek, ela seria patrocinada pela MTV em 1993.

Nada adiantou a correria pois os carros não estavam 100% para a corrida do México em 22 de maio. Já que citamos a Simtek e a MTV, nada melhor do que colocar um dos maiores ganhadores do MTV Awards 1992, mas que foi produzido em 1993 com performances e prêmios e muitas indicações para Aerosmith que venceu a Escolha da Audiência com Living On The Edge, que por acaso também foi sugerida pelo nosso colunista Cristiano Seixas.

Os carros da equipe ficaram prontos após a corrida. Diz a lenda que os pilotos achavam que a Andrea Moda era uma grande farsa e se foram da equipe. A história oficial cita a demissão de ambos. Por isso para o terceiro GP da temporada a ser realizado em Interlagos, o brasileiro Roberto Pupo Moreno (taí um cara que sofreu na Fórmula 1) foi contratado e também o inglês Perry McCarthy que não teve a Superlicença validada pela FIA. Ficou a cargo de Moreno qualificar o fraco modelo Moda S921.

E Moreno rodou mais alto do que um Formula 3 Sul Americano. Uma grande vergonha para um F1.

Com a Superlicença regularizada, McCarthy, Moreno e a Moda seguiram para a Espanha e morreram na praia. O motor de McCarthy quebrou a poucos metros da saída da pré-qualificação. Moreno não conseguiu qualificar.

San Marino não foi diferente. Baixíssima performance. Para isso invocamos uma faixa dos Titãs de 1993 do ótimo Titanomaquia produzido por Jack Endino, muito conhecido por produzir grandes bandas gringas como o Nirvana. Invocamos no sentido de supor que os pilotos possivelmente pensavam: “Será Que É Isso Que Eu Necessito?”

Foto: Divulgação

lll Mônaco – Um suspiro de vida.

Lá a Andrea Moda pode desfilar pelo traçado mais charmoso de 1992, onde qualificou na última posição com Moreno em seu cockpit. Um momento bacana foi quando conseguiu a marca para P20. Houve uma festa enorme com aplausos pela façanha. Mas ao fim, ficou em P26 na largada.

Um momento realmente espetacular como esse som do álbum Get A Grip do Aerosmith. Eles realmente estavam em alta!

Mas o motor cobrou seu preço. Depois de tantas tentativas, o carro parou na volta 11.

Problemas e mais problemas assolavam a Andrea Moda. Motores que não chegaram para o GP de Montreal, greve de caminhoneiros no caminho para Magny-Cours e os patrocinadores indo embora pois não viam retorno em investir em uma equipe que não participava de corridas.

Aparentemente, McCarthy era o piloto mais afetado pois além dos problemas da equipe, todos as atenções iam para Moreno. A qualidade de Moreno era um fato visto que seus tempos eram sempre muito melhores e isso foi aumentando com os recursos sendo passados para Moreno. Um dos acontecimentos que comprovam o amadorismo da equipe foi McCarthy ter perdido a pesagem em Hockenheim, o que fez Sassetti ligar de volta para o demitido Bertaggia, mas ainda tinha muita água para rolar.

Muitos problemas na vida da Andrea. Paro e penso em um momento filosófico no que é problema de verdade. Talvez a perda de um filho ou alguém querido seja um deles. Naqueles anos, Eric Clapton lançava o Unplugged MTV que ganhou diversos prêmios, inclusive o Grammy de melhor música com Tears In Heaven. Canção gravada para seu falecido filho de 4 anos que caiu da janela de seu apartamento. Clapton perdeu um filho e nós ganhamos uma linda composição. Uma indicação da nossa colunista Erika Prado.

Bem… o filho à casa não retornou no caso da Andrea Moda. A FIA barrou a recontratação de Bertaggia pois a equipe já havia feito as substituições permitidas pelo regulamento.

Sassetti estava muito incomodado com McCarthy e a falta de estrutura para o piloto chegou aos ouvidos da FIA, que exigiu que fossem dadas as mesmas condições de carro a ambos os pilotos ou a Andrea Moda desfilaria em outras passarelas.

lll Bélgica – A Cova

A Brabham fechava suas portas. Enquanto uns choravam, a Andrea ganhava mais duas posições no grid para tentar a qualificação, mas Moreno ficou a distantes 14 segundos do pole enquanto McCarthy patinava a 24 segundos da volta mais rápida e voltava aos boxes com uma suspensão quebrada.

Lá, foi descoberta uma das muitas tramoias da equipe: notas fiscais falsas. Isso bastou para que a equipe ser desligada do esporte e também ocasionou na prisão de Andrea Sassetti. Coisa típica de O Poderoso Chefão, mesmo.

E por essas e outras, Andrea Moda é considerada a Pior Equipe da F1 de Todos os Tempos!

Hoje em dia, Andrea continua ostentando sua fortuna nas melhores baladas europeias e investindo no mercado de construção civil. Ele ainda tem em sua coleção os dois modelos S921, que parados em sua garagem têm a mesma performance que alcançaram nos loucos anos 90 da Fórmula 1.

Deixamos vocês com parte do qualy em Monaco 1992 e, na sequência, com um petardo lançado em 1992 para energizar seu domingão.

#BPBeats é uma produção da dupla que não é sertaneja, contudo é a prova que panela velha faz comida boa sim, Carlos Eduardo Valesi do qual já era residente fixo do BP em conjunto com Ricardo Bunnyman peça única da podosfera tupiniquim que foi recentemente adquirido em um leilão beneficente e por uma força do destino do qual nem os búzios, nem os zodíacos e muito menos os físicos teóricos da Magrathea poderiam prever que o encontro desses dois surgiria uma série tão empolgante e digna das melhores revistas do ramo musical tal qual como Rolling Stones e da saudosa MTV, apreciem sem moderação.

BP Beats

Depois de um bate papo no happy hour do BP, entre uma brincadeira e outra surgiu a ideia de uma nova atração no site que é essa que o Amigo Cabeça de Gasolina está pondo os olhos agora: O BP Beats tem como ideia fazer algum tipo de sintonia com o automobilismo e sua provável trilha sonora, sob a batuta de Carlos Eduardo Valesi e Ricardo Bunnyman você irá serpentear pelo universo do automobilismo com rápidas paradas nos mundos colonizados por músicos e suas obras!!!