BP BEATS 14 | Sob a luz da Lua

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

|De São Paulo/SP para Curitiba/PR voltando para São Paulo/SP:

lll RGPN – Rubens Gomes Passos Netto;

lll CEV – Carlos Eduardo Valesi;

lll DAS – Debora Santos Almeida;

lll RBS – Ricardo Bunnyman Soares;

lll RGPN: Comemoramos feito bestas e abestados quando o GP de Cingapura foi anunciado como o primeiro GP de Fórmula 1 noturno, contudo, porém, entretanto, já havíamos assistido à inúmeras corridas noturnas ou que tiveram ao menos uma parcela disputada sob luar, mas estas não eram tão glamourizadas, glamour este que faltou para a banda The Octobers Cherries, os The Beatles de Cingapura, pois tinham carisma e talento apesar de vocês não os conhecerem.

lll CEV: Caraca, Rubens, você foi passear naquela parte da internet de novo prá encontrar esse tipo de coisa, é? Pior que eu achei a melodia conhecida, fui procurar e BUM!!!!, voltei à infância com meu pai lavando o carro e ouvindo isso aqui:

lll RGPN: Corridas noturnas tem como agente natural a Lua, um pedaço de pedra que foi disputadíssima por agências espaciais por anos, disputa essa que durou de 1945 até 1990, sendo que depois da primeira década da corrida espacial, o ainda em forma Elvis Presley em 1955, já cantava a famosa canção Blue Moon, porém 1961 a versão da banda The Marcels fez mais sucesso e sendo a versão mais conhecida por todos.

lll CEV: Pedra? Eu achei que a Lua era feita de queijo… bom, de qualquer forma Blue Moon me lembra a Agência de Detetives Lua Azul, de A Gata e o Rato, que apesar de ser uma série bem legalzinha tinha um tema de abertura bem mixuruca, com trilha do Al Jarreau.

lll RGPN: Saiba Mestre Valesi, que você me trouxe boas e doces recordações, pois a Gata e o Rato foi a primeira série que eu assisti, bacana que as minhas recordações com a série são sempre noturnas iguais aos GPs que passei acordado com meus pais nas lindas e doces madrugadas guaxupeanas, agora, vou passar um café e cortar um generosa fatia de queijo para finalizarme .

lll CEV: Mas, diga uma coisa senhor Bunnymen: se considerarmos o GP de Singapura uma prova abençoada pelo luar, poderíamos dizer que Vettel e Hamilton, cada um com quatro vitórias lá, são os homens da Lua?

  • lll DSA: Epa deixa que eu respondo!!! Sim eles podem ser os homens da Lua, com todas as suas particularidades, muitas vezes as palavras ”perfeito em Singapura” foram utilizados para definir os dois. E ainda mais Valesi por essa corrida estar localizada na segunda metade do calendário, eles chegaram nela, como se estivessem no topo do mundo, assim como a música da banda Imagine Dragons – On Top Of The World, que fala sobre estar em destaque e o clip sensacional, mostra a chegada do homem a lua. Nesse dia claramente aqueles caras, assim como Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, tiveram muitos holofotes, voltados para eles. Para o inglês e o alemão, me recordado aqui… eles têm 1600 voltados para eles nestas noites.

lll RGPN: Este clipe contém a maior número de easter eggs sobre ficção científica, querido leitor e amante do que há de bom, favor listar para os desavisados quais são!

lll RBS: Respondendo ao Valesi, eu diria que podem sim ser homems da lua, mas quem foi para o espaço mesmo foi a Ferrari, Alonso e Max ‘Rocket Man’ Verstappen lá em 2017.

lll RGPN: Voltando à Terra, vamos exatamente aos primórdios das corridas noturnas lá em 1923 quando tivemos a primeira 24h de Le Mans. A corrida de longa duração já existia em solo francês desde 1920, porém só em 1923 esta teve a Lua como testemunha das disputas em pista. Ferrari e Ford possuem um passado de confronto direto, porém a Porsche reina absoluta com 19 vitórias, a primeira em 1970 no mesmo ano em que Sir George Ivan Morrison, popularmente conhecido nos pubs com Van Morrison lançou Moondance, música e obra que se lhe rendeu trabalho por nove anos, praticamente o período do primeiro domínio da montadora de Stuttgart.

lll CEV: Para ver como a localização geográfica pode influenciar a inspiração. Em 1970 o irlandês Van Morrison estava cantando sobre a dança da Lua, enquanto do lado de lá do Atlântico os caras do Creedence Clearwater Revival, em meio à Guerra do Vietnã e acreditando que o apocalipse estava chegando, achavam que havia uma Lua ruim nascendo.

lll RGPN: Falando no outro lado do atlântico os americanos corriam contra o prejuízo, pois na corrida espacial os Soviéticos já haviam realizado feitos extraordinários, como a primeira sonda a pousar na Lua: Luna 2, que realizou o primeiro impacto na lua em 12 de setembro de 1959, impacto uma vez que ideia de pousar era a última consequência positiva que se esperava da missão, sendo que bem antes, em 5 de abril de 1959, era realizada a primeira prova de longa distância em Daytona. Uma prova de 1.000km, vencida por uma dupla de argentinos, deixando assim aos americanos o gostinho de uma prova de longa duração.

Chegamos em Daytona certo? Onde hoje é realizada às 24hs de Daytona, prova que se tornou tradicional no calendário do automobilismo, porém teve as suas idas e vindas, seguindo firme no calendário norte-americano desde o ano de 1975, que por uma coincidência incrível e para a minha felicidade posso citar uma das músicas que melhor se molda a corrida espacial, Space Oddity do David Bowie que teve o seu lançamento original em 1969, porém um relançamento em 1975 a imortalizou como uma das músicas mais marcantes de todos os tempos.

lll CEV: Quando a Liberty assumiu o controle da Fórmula 1, os rumores de novos GPs na terra do tio Sam começaram a pipocar: a prova de rua em New Jersei, por exemplo. Outro evento que foi discutido foi uma corrida em Las Vegas; já tivemos em 81 e 82 provas no horroroso circuito do estacionamento do Caesars Palace, mas o que surgiu em 2016 foi o plano de uma corrida noturna na Cidade do Pecado. Não sei se seria uma boa, mas quem iria gostar do agito era o Padrinho da cidade, o grande Frank Sinatra. E, como na prova de 81 o brasileiro Nelson Piquet arrecadou seu primeiro título mundial, vamos viajar para a Lua com Francis e Antonio Carlos.

lll RGPN: Algumas categorias demoram para ver o glamour que é correr a noite, pois a F1 mostrou o quão bonito ficavam os carros correndo ao luar; em 2018 a categoria alemã de turismo a DTM realizou a sua primeira corrida noturna e em uma coincidência ainda mais incrível, já que fomos de Lua para Vegas, no mesmo ano uma banda apresentou uma versão de releitura de si própria aqui lhes apresento os britânicos do Arctic Monkeys,

lll RBS: Parceiros, esse texto que vocês montaram está MATADOR! Mas faltou pitacar sobre uma das maiores conquistas lunares de todos os tempos do pop. E queiram ou não, esses caras são A MAIOR BANDA DE LIVERPOOL DE TODOS OS TEMPOS COM AQUELA QUE É CONSIDERADA POR MUITOS O POP PERFEITO!!!!!!

lll BPBeats é uma produção da dupla que não é sertaneja, contudo é a prova que panela velha faz comida boa sim, Carlos Eduardo Valesi que já era residente fixo do BP em conjunto com Ricardo Bunnyman peça única da podosfera tupiniquim que foi recentemente adquirido em um leilão beneficente e por uma força do destino do qual nem os búzios, nem os zodíacos e muito menos os físicos teóricos da Magrathea poderiam prever que o encontro desses dois surgiria uma série tão empolgante e digna das melhores revistas do ramo musical tal qual como Rolling Stones e da saudosa MTV, apreciem sem moderação.

BP Beats

Depois de um bate papo no happy hour do BP, entre uma brincadeira e outra surgiu a ideia de uma nova atração no site que é essa que o Amigo Cabeça de Gasolina está pondo os olhos agora: O BP Beats tem como ideia fazer algum tipo de sintonia com o automobilismo e sua provável trilha sonora, sob a batuta de Carlos Eduardo Valesi e Ricardo Bunnyman você irá serpentear pelo universo do automobilismo com rápidas paradas nos mundos colonizados por músicos e suas obras!!!