Beto Monteiro faturou mais uma copa na Truck em Rivera, com Totti garantindo lugar na final

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Copa Truck é marcada pela presença forte do público, neste final de semana foram cerca de 34 mil pessoas em Rivera, no Uruguai, para prestigiar a categoria e a disputa do título da terceira das quatro Copas disputadas na temporada regular.

A decisão do título teve início há duas semanas, em Santa Cruz do Sul (RS), levando oito pilotos com chance direta de títulos, mas vários outros pilotos poderiam vencer na matemática.

Paulo Salustiano liderava a tabela com 36 pontos, cinco à frente de Leandro Totti. Mais atrás, todo mundo embolado: Felipe Giaffone com 29, André Marques e Wellington Cirino com 28, Beto Monteiro com 27, Regis Boessio com 22, Renato Martins com 21 e para fechar a lista dos dez melhores, ainda era possível ver Luiz Carlos Zapelini com 18 e Pedro Paulo Fernandes com 17.

lll Início das atividades em Pista

Como previsto para a sexta-feira próximo a região do Autódromo Eduardo P. Cabrera, a chuva forte tomou conta do dia e parte das atividades que seriam realizadas em pista, precisaram ser transferidas para o sábado. Com isso apenas o primeiro treino foi realizado, visando a conferência dos equipamentos para as atividades que seriam intensas no sábado.

Como não havia previsão para o clima ruim se estender para o sábado, era inútil coletar os dados, pois eles não teriam serventia para o resto do final de semana, portanto um dos treinos livres foi transferido para o sábado.

lll Classificação

Pela segunda vez consecutiva, Beto monteiro cravou a pole position, o piloto da Volkswagen, bateu Roberval Andrade, que era o favorito, o piloto se deparou com a falta de rendimento, após liderar todos os treinos livres.

Beto Monteiro estabeleceu 1:33:721, superando Wellinton Cirino, Felipe Giaffone e Leandro Totti. O piloto André Marques teve problemas com o motor e acabou ficando com a última posição.

lll As duas provas de Domingo

Após as duas baterias realizadas no domingo (01), Beto Monteiro se consagrou campeão da Terceira Copa em Rivera, no Uruguai, este foi o segundo título obtido apenas neste ano. O piloto pernambucano foi imbatível neste domingo, conseguindo vencer as duas baterias que compunham a sexta etapa.

A primeira prova, Beto Monteiro saiu da pole com o equipamento da Volkswagen e liderou todas as voltas, conseguindo ampliar a vantagem para o segundo colocado e ao cruzar a linha de chegada, estava quase 11 segundos de vantagem. A segunda prova, contou com o grid invertido dos oito melhores pilotos, portanto o pernambucano saiu do oitavo lugar e aproveitou as confusões na pista como batidas e logo depois o estranhamento dos líderes para galgar posições e escalar o pelotão.

Monteiro travou uma disputa intensa com Andrade pela liderança, conseguindo impor um melhor desempenho que o equipamento da Mercedes. Desta forma, obteve a sétima vitória na temporada de 2019, enquanto a Volkswagen esteve na liderança de 11, das 12 provas disputadas até o momento.

O vice-campeão da Terceira Copa, foi Leandro Totti, destacando o trabalho da equipe PP, que levou ele a terceira colocação na segunda bateria, quanto Pedro Paulo Fernandes, quarto colocado. ‘’Depois que perdemos as vitórias em Curvelo, virou questão de orgulho dar a volta por cima. Não veio o título nem a vitória, mas essa vaga para a Grande Final foi como um grande triunfo para nós. Agora, podemos trabalhar com mais tranquilidade na Copa seguinte visando a Grande Final”, comentou o paranaense. Totti enfrentou problemas na primeira prova, perdendo rendimento, mas na segunda foi visto na segunda posição em alguns momentos da corrida que tinha seguimento.

Leandro Totti 73 e Pedro Paulo Fernandes 29 – Foto: @beto_fotografias

O terceiro lugar na Copa, ficou para Felipe Giaffone, quinto colocado nas duas provas, ele destacou: “A gente não tinha um caminhão bom para essa pista, mas o resultado caiu no céu. Não estou ainda satisfeito com o nosso rendimento e vamos seguir trabalhando para a Grande Final. Enquanto isso, quanto mais resultados positivos a gente conseguir, melhor. Mas ainda não depende só da gente”, ressaltou o campeão geral de 2017.

Roberval Andrade também se destacou nas duas provas, por ter cruzado a linha de chegada duas vezes no segundo lugar, com a sua pilotagem agressiva e garra para tentar a vitória da segunda corrida. A quebra em Santa Cruz do Sul, influenciou na disputa pelo campeonato no Uruguai.

Na segunda corrida, vários pilotos não tiveram como comemorar o final de semana, pois se envolveram em acidentes. Jaidson Zini e André Marques bateram no fim da reta, com Marques levando a pior com uma suspeita de fratura no punho. Pouco depois Giaffone, Cirino, Debora Rodrigues, Saulistino se envolveram em mais um acidente, Cirino e Debora ganharam de ‘’presente’’ um inchaço no antebraço direito e perderam a chance da vaga na final.

Com a realização das duas provas, Beto Monteiro lidera isolado com 32 pontos, acompanhado por André Marques com 20, Felipe Giaffone com 18, Roberval Andrade e Leandro Totti, empatados com 10 cada. A próxima etapa da Copa Truck, abre a última Copa classificatória para a Grande Final e está marcada para o dia 6 de outubro em Cascavel, no Paraná.

A prova também foi marcada pela ausência da festa do champanhe em respeito ao morte de Antoine Hubert, piloto da Fórmula 2 que faleceu neste sábado.

Resultado da Classificação

Top Qualifying
1. Beto Monteiro (Volkswagen), 1min33s721
2. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 1min33s897
3. Felipe Giaffone (Iveco), 1min34s146
4. Leandro Totti (Mercedes-Benz), 1min34s190
5. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), 1min34s203
6. Paulo Salustiano (Volkswagen), 1min34s324
7. Renato Martins (Volkswagen), 1min34s468
8. Regis Boessio (Volvo), 1min35s997
Q1
9. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), 1min35s635
10. Luiz Lopes (Iveco), 1min35s748
11. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), 1min35s784
12. Luiz Carlos Zapelini (MAN), 1min36s032
13. Gabriel Robe (Mercedes-Benz), 1min36s401
14. Jaidson Zini (Iveco), 1min36s572
15. Fabio Fogaça (Ford), 1min36s607
16. Clodoaldo Monteiro (MAN), 1min37s141
17. José Augusto Dias (Volkswagen), 1min37s903
18. Djalma Pivetta (Iveco), 1min37s935
19. Danilo Alamini (Iveco), 1min38s200
20. André Marques (Mercedes-Benz), 1min41s350
21. Djalma Fogaça (Ford), sem tempo

Confira abaixo os resultados completos do fim de semana:

Corrida 1
1. Beto Monteiro (Volkswagen), 16 voltas em 25min21s642
2. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 10s914
3. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 18s482
4. Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 23s209
5. Felipe Giaffone (Iveco), a 26s223
6. Renato Martins (Volkswagen), a 26s924
7. Regis Boessio (Volvo), a 38s153
8. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 39s240
9. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 50s705
10. André Marques (Mercedes-Benz), a 50s986
11. Jaidson Zini (Iveco), a 53s858
12. Fabio Fogaça (Ford), a 1min18s076
13. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 1min28s498
14. José Augusto Dias (Volkswagen), a 1min30s986
15. Djalma Fogaça (Ford), a 1min31s464
16. Djalma Pivetta (Iveco), a 1min33s426
17. Danilo Alamini (Iveco), a 1 volta
18. Clodoaldo Monteiro (MAN), a 4 voltas

Não completaram 75% da prova
Paulo Salustiano (Volkswagen), a 6 voltas
Luiz Lopes (Iveco), a 7 voltas
Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 7 voltas

Melhor volta
Beto Monteiro, 1min33s968

Corrida 2
1. Beto Monteiro (Volkswagen), 14 voltas em 25min21s900
2. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 7s185
3. Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 13s493
4. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 17s970
5. Felipe Giaffone (Iveco), a 21s680
6. Fabio Fogaça (Ford), a 38s973
7. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 45s462
8. José Augusto Dias (Volkswagen), a 47s856
9. Djalma Pivetta (Iveco), a 48s404
10. Djalma Fogaça (Ford), a 52s451
11. Danilo Alamini (Ivec), a 57s774

Não completaram 75% da prova
Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Paulo Salustiano (Volkswagen), a 8 voltas
Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Regis Boessio (Volvo), a 12 voltas
André Marques (Mercedes-Benz), a 13 voltas
Renato Martins (Volkswagen), a 14 voltas
Luiz Lopes (Iveco), a 14 voltas
Clodoaldo Monteiro (MAN), a 14 voltas
Jaidson Zini (Iveco), desclassificado

Melhor volta
Beto Monteiro, 1min34s275

Resultado final da Terceira Copa
1. Beto Monteiro, 67 pontos
2. Leandro Totti, 61
3. Felipe Giaffone, 55
4. Wellington Cirino, 46
5. Pedro Paulo Fernandes, 41
6. André Marques, 38
7. Paulo Salustiano, 36
8. Roberval Andrade, 36
9. Renato Martins, 35
10. Regis Boessio, 35
11. Luiz Carlos Zapelini, 34
12. José Augusto Dias, 25
13. Jaidson Zini, 19
14. Djalma Pivetta, 19
15. Fabio Fogaça, 18
16. Djalma Fogaça, 16
17. Danilo Alamini, 13
18. Debora Rodrigues, 11
19. Clodoaldo Monteiro, 8
Não pontuaram: Gabriel Robe, Luiz Lopes, Adalberto Jardim e Witold Ramasauskas.

Ranking das Copas restando uma para a Grande Final
1. Beto Monteiro, 32 pontos
2. André Marques, 20
3. Felipe Giaffone, 18
4. Roberval Andrade, 10
5. Leandro Totti, 10

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!