Batalhar com a McLaren pelo 3º lugar do Campeonato de Construtores, não é uma prioridade para a Ferrari

A Ferrari não está encarrando a batalha com a McLaren como uma prioridade, eles estão mais focados no desenvolvimento do carro do próximo ano

O Campeonato de 2021 revelou o crescimento da Ferrari, principalmente após a temporada de 2020 ser extremamente complicada para o time italiano. Atualmente eles estão disputando com a McLaren a terceira posição do Campeonato de Construtores – algo que acabou dando uma animada já que eles são times rivais – no entanto, Mattia Binotto afirma que está não é uma prioridade para o time italiano.

“O quanto é importante para nós ganhar pontos da McLaren? Não é. Como eu disse no início da temporada, nosso principal objetivo é garantir que estamos progredindo com relação ao próximo ano e as próximas temporadas e nos certificarmos de que estamos fazendo o melhor em todas as áreas, garantindo que estamos aprendendo com os erros, por exemplo na França”, disse Binotto. 

“Para nós, a terceira posição é um objetivo, mas não o principal. O principal é que como equipe estamos melhorando e sendo competitivos no futuro. Então, sim, ótimo, conseguimos alguns pontos no campeonato de Construtores, mas esse não deve ser nosso principal objetivo na temporada”, acrescentou Binotto.

A Ferrari não está focada na disputa com a McLaren – Foto: reprodução Ferrari

Para a Ferrari, um elemento importante para o desenvolvimento do próximo carro, está justamente em entender a falta de ritmo que eles enfrentam em alguns circuitos. Conhecer as fraquezas para melhorar o modelo de 2021. Em um ano que será repleto de novidades, principalmente por conta da introdução do novo regulamento técnico.

LEIA MAIS: Ferrari vai focar no desenvolvimento do carro de 2022

E claro que a luta da Ferrari e McLaren se torna interessante, ainda que Binotto afirme que não é uma prioridade para o time. Charles Leclerc e Carlos Sainz estão próximos no campeonato de pilotos, o monegasco conta com 58 pontos, contra 50 conquistados pelo Espanhol. O mesmo não ocorre entre Lando Norris e Daniel Ricciardo. O australiano também é importante para a disputa, onde ele pode tirar pontos importantes da Ferrari.

Laurent Mekies já havia afirmado que a Ferrari está mudando o seu direcionamento para focar no carro de 2022. Mas os problemas apresentados na França, são um ponto que Mattia Binotto ressalta que é necessário investigar. O carro ainda receberá atualizações, mas alguns problemas não são mais o foco da equipe.

“Não abordamos completamente a questão da França. Voltando para a França, poderíamos ter feito algumas coisas de forma diferente e melhorado nosso desempenho lá. Mas acho que no geral o carro tem alguns pontos fracos que não se viu aqui [Áustria]. Silverstone pode ser novamente um circuito difícil para nós, curvas de alta velocidade com muita energia nos pneus”, disse Binotto.

LEIA MAIS: Ferrari confirma problemas no GP da França

Na França a Ferrari terminou fora da zona de pontuação, por lá a equipe enfrentou problema de granulação dos pneus – os principais responsáveis pela equipe realizar uma segunda parada com Charles Leclerc. Um problema que pode aparecer em outras etapas e que o time italiano não está completamente livre.

Já no GP da Estíria os dois carros terminaram na zona de pontuação, enquanto o monegasco que teve um incidente no início da prova, onde ele foi parar no final do pelotão, teve a chance de se recuperar e terminar a corrida em P7.

E ainda que não seja uma prioridade para a Ferrari, eles ainda estão administrando a diferença para a McLaren. Em 2021, o time de Woking também flutuou, por conta das disputas travadas com Renault e Racing Point.

Confira o nosso podcast! 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Sair da versão mobile