Barcelona Dia 2 – Charles Leclerc se garante na ponta em segundo dia de testes

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Chales Leclerc conseguiu manter a Ferrari na ponta, neste início de pré-temporada da Fórmula 1 em Barcelona. Nesta terça-feira (19), repetindo o feito de Sebastian Vettel, o monegasco conseguiu o melhor tempo 1:18:247 e se manteve imbatível na liderança.

A marca obtida por Leclerc foi realizada com o composto C3 (faixa amarela – macios). Além disso a Ferrari chegou a marca de 157 voltas neste segundo dia. Lando Norris surpreendeu ao final da sessão, após registrar 1:18:533, com o C4 (faixa vermelha – ultramacios), completando 104 giros para a McLaren.

Magnussen se manteve com o terceiro lugar com a marca de 1:19:206, que o dinamarquês conseguiu melhorar, antes de sofrer um imprevisto com o banco do seu carro e precisar se retirar da sessão. Para a Haas não ficar parada nos boxes, Pietro Fittipaldi fez a sua estreia hoje, somando mais 13 voltas para o time, embora tenha ficado na lanterna da tabela. O brasileiro teve apenas meia hora na pista, para conquistar quilometragem.

A Toro Rosso seguiu o caminho da Ferrari e somou 132 voltas ao final do dia com Alexander Albon. O tailandês ficou com o quarto lugar, seguido por Antonio Giovinazzi representado a Alfa Romeo em quinto.

A Mercedes mais uma vez dividiu a sessão entre os seus dois pilotos, Bottas assumiu o W10 à tarde, ficando com o sexto lugar e 89 voltas, enquanto Hamilton terminou em décimo.

Fechando a tabela de tempos Gasly com Red Bull fechou em sétimo, seguido por Hulkenberg e Ricciardo. Stroll ficou em décimo primeiro com a Racing Point, acompanhado por Pietro Fittipaldi.

Novamente a Williams não esteve na pista, já que está trabalhando para finalizar a montagem do seu carro.

As atividades em Barcelona retornam amanhã, a partir das 5h pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi a tarde em Barcelona

Com a liberação da pista para o início da sessão vespertina, Bottas assumiu o comando da Mercedes. O finlandês recebeu o carro que havia sido conduzido por Hamilton durante a manhã. Leclerc também fora liberado pela Alfa Romeo para continuar o seu trabalho e logo depois foi a vez de Lance Stroll da Racing Point também ocupar a pista.

Stroll fazia testes aerodinâmicos para a equipe, com os sensores instalados no seu carro. Enquanto isso o finlandês aferia a sua primeira volta com o composto C3 (faixa amarela – macio), registrando 1:25:838 e conseguindo reduzir pouco depois para 1:24:860. Leclerc rodava bem perto do tempo obtido por Bottas e ambos seguiam completando os seus giros no Circuito de Barcelona.

Com um treino de tanque mais cheio, as marcas permaneciam altas e os times somando quilometragem ao longo da tarde.

Após meia hora de sessão concluída, Bottas registrava 1:19:947. Hulkenberg que também estava na pista, assumindo o comando da Renault das mãos de Ricciardo, anotou 1:24:173.

Charles Leclerc foi o primeiro a vencer a barreira das 100 voltas e pouco depois Bottas concluía o 26° giro, levando a Mercedes a quebrar também o número de 100 voltas, pois o time já havia somado 74 com Lewis Hamilton.

Magnussen era o único a dar uma animada e movimentada na tabela de tempos, quando conseguiu registrar 1:19:206. No entanto pouco tempo depois de Pietro Fittipaldi começar a guiar para a Haas, substituído Kevin Magnussen que teve um problema com o banco do seu carro, Pierre Gasly provocava uma bandeira vermelha. O piloto da Red Bull acabou perdendo o carro na curva 12 e indo em direção a brita a remoção dele demorou cerca de 15 minutos.

https://twitter.com/F1/status/1097890882878091265

Assim que a pista foi novamente liberada, restava apenas uma hora para o término da sessão. Leclerc instalou os pneus C3, assim como Bottas e Giovinazzi estava com o C2.

Um novo stint de voltas rápidas se iniciou, Bottas registrava 1:19:616, subindo para a quinta posição. Hulkenberg que havia instalado o composto C3, conseguia superar o companheiro de equipe. Albon passava a andar na casa do 1:19s, após registrar 1:19:783.

Restando meia hora para o final da sessão as posições eram: Leclerc, Magnussen, Giovinazzi, Norris, Albon, Bottas, Gasly, Ricciardo, Hamilton, Hulkenberg e Stroll.

Leclerc finalizou a sessão com o composto C1 instalado, sendo o mais duro de todos na nova escala da Pirelli. Fittipaldi era finalmente liberado para a pista, restando apenas meia hora para o término do segundo dia de testes e em sua primeira volta cronometrada ele registrou 1:34:682 e seguiu reduzindo nos próximos giros. Hulkenberg evoluía para 1:19:837.

Ao apagar das luzes dando a sessão como encerrada, Norris conseguia registrar com a McLaren 1:18:553, para assumir a segunda posição na tabela de tempos.

https://twitter.com/F1/status/1097943046501687297

Rubens Gomes Passos Netto

“Netto”, popularmente conhecido entre os imigrantes Guaxupeanos que tocam a zueira no pequeno município de São Paulo, gosta de comprar livros e outras bugigangas que orbitam o universo da Fórmula 1, já semeava a discórdia ao aceitar o rótulo de “nerd”, quando em terras tropicais, tal rotulo era algo, um tanto quanto pejorativo aos descendentes de primatas residentes nas regiões montanhosas produtoras de café, o que julgava ser maravilhoso, ainda mais sendo um apaixonado pela Fórmula 1, fã da McLaren por paixão e pela Ferrari por criação, já que nasceu em uma família descente de italianos produtores de café e não fabricantes de macarrão, na sua pacata opinião a melhor temporada foi a 2008, já que por um infortúnio reprodutivo de seus pais não conseguiu assistir a temporada de 1986, admira e muito o Emerson Fittipaldi, tem como o carro dos sonhos o McLaren MP4/4 e sonha em um dia ou noite pilotar em Spa e provar que as teorias que não levam a humanidade a lugar algum dos quais ele defende são mais úteis que um relógio digital, salvo se for para comer um pastel de camarão acompanhado de um chopp escuro.