Atualizações das equipes para o GP de Mônaco • BP • Boletim do Paddock

Atualizações das equipes para o GP de Mônaco

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Após a vitória de Lewis Hamilton no GP de Barcelona (Espanha), algumas equipes, como a Mercedes do piloto inglês, trouxeram ‘upgrades’ para os carros, visando melhorias nos bólidos que disputarão a sexta etapa da Formula 1 2018, realizada em Mônaco, ás 10h10 (Brasília) neste domingo (27).

O que teremos de novo nos carros para o GP de Mônaco ?

Depois dos engenheiros virarem noites trabalhando nas fábricas em busca de ‘updates’ para os carros, o ‘teste final’ bate a porta dos times.

lll Confira os ‘principais upgrades’ trazidos nos carros para este final de semana, em Mônaco.

Obs.: esqueça a Williams, que até o momento não parece ter trazido nada ‘relevante’.

lll McLaren 

Salvo o talento de Fernando Alonso, a McLaren parece ter tido uma ligeira melhora desde a implementação do novo update aerodinâmico em Barcelona.

Aqui vemos a estreia da T-Wing – em uma posição mais ‘elevada’, ligeiramente curva, com extremidades quase verticais, diferente da testada na China.

Reprodução: (Foto: AMuS)

A nova ‘mini asa’ tem como função melhorar o fluxo de ar na asa traseira melhorando a estabilidade do bólido.

McLaren upgrade para Mônaco
Reprodução: (Foto: Albert Fabrega)

Um novo ‘nariz/bico’ fez sua estreia na tarde desta quinta-feira (24) na pista de Monte Carlo.

Ainda existe uma mudança nas ‘abas’ da asa dianteira.

Todavia, a questão sobre a McLaren não é mais se a equipe inglesa está investindo para melhorar, e sim, se os upgrades são tão bons quanto os rivais.

lll Mercedes 

Para o GP de Mônaco, a Mercedes trouxe pequenas mas importantes atualizações.

Os alemães precisam melhorar o arrefecimento do motor, e por isso trouxeram novamente para Mônaco a famosa carenagem “chaminé” que a equipe introduziu na Fórmula 1 em 2017.

Antes e depois da ‘chaminé’. Reprodução: (Foto: Albert Fabrega)

Copiando a McLaren, o time alemão introduziu ainda novas aletas na lateral da barriga acima da entrada de arrefecimento do motor.

Tais aletas tem como função direcionar melhor o fluxo de ar que dali passa e termina na asa traseira

Um pouco também da abertura da parte superior do bólido – visando uma maior refrigeração do carro/motor

Os alemães também atualizaram seu difusor.

GP de Monaco Mercedes 4 upgrade
Reprodução: (Foto: Reddit)

E por ultimo e talvez uma das mais importantes trocas: a asa traseira

A equipe alemã trocou a asa traseira de Baku que tinha curvaturas próximas das beiradas por uma versão de Barcelona, de extremidades retas.

Ainda que o W-09 seja um bom carro, ele enfrenta alguns pequenos problemas nas curvas, até por isso o investimento nestas ‘peças’.

GP de Mônaco Mercedes Upgrade by Giorgio Pola
Reprodução: (Foto: Giorgio Piola/Motorsport)

Vale lembrar que mesmo tendo conquistado os últimos quatro títulos de pilotos e construtores da F1, a Mercedes ela tem se mostrado vulnerável em Mônaco.

Em 2017 o time foi derrotado pela Ferrari e por pouco não perdeu pra Red Bull em 2016.

lll Force India

No GP de Mônaco a equipe de Sérgio Pérez carrega consigo modificações que dão margem para se cogitar uma nova suspensão traseira.

Junto disto vem sua versão da ‘asa em T’, também trazida para Monte Carlo pela McLaren – como visto acima

Force India Upgrade para o GP de Mônaco 2018
Reprodução: (Foto: AutomotorSport)

Detalhe da asa em T e do ponto de encontro da ‘zona central de saída de ar’ – agora mais presa ao chão.

Por aqui vemos uma ‘cópia’ da suspensão da Mercedes, testada após o GP de Barcelona.

Por fim, a equipe inseriu durante os treinos pós-GP de Barcelona, nos sidepods, sensores de ar, para detectar quais os problemas do carro.

A Force India parece enfrentar sérios problemas para encontrar os erros existentes no bólido.

Force India upgrade para o GP de Mônaco 2018
Reprodução: (Foto: F1.com)

lll Scuderia Ferrari

A “Rossa” procurando uma melhora na visão dos pilotos, levou consigo levou para Mônaco os retrovisores aprovados pela FIA instalados no Halo.

No entanto, o adereço não conta com os Flaps que foram vetados.

Conforme o regulamento de 2018, as equipes devem fixar os espelhos de forma segura no carro para reduzir as vibrações e melhorar ainda mais a visibilidade.

Ademais, asa superior fornece o suporte necessário – mesmo que a montagem inferior tenha sido feita intencionalmente fraca

Bem como em Barcelona, os italianos também levaram para este final de semana “dois” tipos de assoalhos:

  1. o convencional “plano” (utilizado até Baku);
  2. e o que contém as atualizações testadas em Barcelona (abaixo);
Ferrari testando novo assoalho para o GP de Mônaco 2018
Reprodução: (Foto: PH Sutton)

Com a finalidade de terminar com os sérios problemas de rápido desgaste de pneus, o SF71-H traz a asa testada no pós-GP da Espanha, no ultimo dia 15.

Ferrari upgrade pneus aerofolio para o GP de Mônaco
Reprodução: (Foto: Albert Fabrega)

Afim de proporcionar menor desgaste dos pneus está a nova medida aerodinâmica.

Como ultimo upgrade, o time de Sebástian Vettel traz uma nova suspensão.

Depois que falamos do sofrimento dos pneus, vemos aqui outro fator responsável por tal calamidade ferrarista.

Tais mudanças feitas na suspensão traseira para o Grande Prêmio da Espanha podem ter tido um efeito colateral que prejudicou o gerenciamento de pneus do carro.

Como forma de tentar ‘concertar a cagada’, a Ferrari tenta agora uma ‘reforma na suspensão’.

Do mesmo modo, a suspensão teria agora uma transição muito mais agressiva – permitindo uma superfície mais larga e plana e consequente melhora aerodinâmica.

Ademais seja melhor para o downforce, esta ainda pode contribuir para o superaquecimento dos pneus.

llRed Bull

Certamente a moral da “RBR” mudou desde a vitória com “V maiúsculo” de Dani Ricciardo na China.

De fato, os ‘touros loucos’ chegam para o GP de Mônaco com um carro promissor.

Afim de trazer estabilidade no ‘circuito fechado’, o time traz uma nova carga em sua asa traseira – com um V invertido em seu plano central.

Numa ‘volta ao que deu certo’, a Red Bull traz consigo uma asa dianteira inspirada na bem sucedida do RB-12 (2016).

Asa do GP de Bélgica de 2016 | Reprodução: (Foto: Motorsport.com)

Compare com a versão levada para Mônaco.

Nova asa REd Bull para o GP de Mônaco
Reprodução: (Foto: Giorgio Pola/Motorsport)

Sem dúvida a equipe procura uma nova versão dos sidepods, como o testado em Barcelona.

f1--red-bull-racing-rb-front-wing-old-version para o GP de Mônaco

Reprodução: (Foto: Internet)

O setup do RB14, ajustado para ‘alto downforce’ – junto a nova asa T.

Tal medida serve para estabilizar o carro durante o estreito circuito de Mônaco.

Asa T da Red Bull para o GP de Mônaco e Monkey Seat
Reprodução: (Foto: Motorsport)

Os demais times levaram novas suspensões traseiras e carenagens do motor – visando a melhoria do arrefecimento da unidade de potência.

lll  HaasF1

A equipe HaasF1 levou uma nova asa dianteira que melhora a estabilidade da frente do carro.

Haas com novo 'halo' para o GP de Mônaco 2018
Reprodução: (Foto: Lat Images)

lll STR

A Toro Rosso trouxe uma nova versão do assoalho, com mudanças nas fendas do tipo “guelra” de peixe.

lll  Renault

Os franceses da Renault carregam suas esperanças em um novo fundo do assoalho, com um corte longitudinal maior.

Em resumo, a parte dianteira do assoalho, o RS18 não tem mais ‘cortes’ em seu solo.

lll  Sauber

Por fim, a Sauber é a ultima equipe a tentar algo diferente em Mônaco – com o ‘boomerang’, utilizado por outras equipes, em cima do bargeboard.

Por fim, o time trará consigo a ‘saída de motor assimétrica’ (V4)

Fique ligado no Tech Insight e entenda as mudanças feitas pelas equipes nos carros da Formula 1 2018.

Faviëre

Formula 1 e bastidores, análise tática do Futebol, romances de espionagem e cerveja. Sempre torci pelos vilões e minha equipe favorita na F1 é a pior do grid.