Andre Lotterer o tricampeão de Le Mans

| Por: Carlos Eduardo Valesi

lll Série 365: 19 de Novembro, e o tricampeão de Le Mans – 01ª Temporada: dia 182 de 365 dias.

Andre Lotterer nasceu em Duisburg, no norte da Alemanha, próxima a Dusseldorf, em 19 de novembro de 1981. Seu pai era alemão, mas sua mãe tinha nacionalidade belga e Andre foi criado e vive até hoje em Nivelles, a pouco mais de uma hora de carro do autódromo de Spa-Francorchamps. Isto causou uma certa dupla-personalidade no piloto, que compete com uma licença belga mas defende as cores da Alemanha.

Fonte: Motorsport

Lotterer surgiu para o mundo do automobilismo através da Fórmula 3. Em 2000, com 19 anos e pilotando pela Opel, ficou em quarto lugar no campeonato alemão após três vitória no ano, e em 2001 mudou-se para o inglês, conseguindo um sétimo lugar geral e uma vitória em Snetterton, defendendo o Jaguar Junior Team. As boas corridas na Inglaterra lhe renderam o posto de piloto de testes da Jaguar na Fórmula 1 em 2002, mas o alemão foi preterido pela equipe que, com a saída de Eddie Irvine e Pedro de la Rosa ao final daquele ano ficou com dois assentos livres mas preferiu trazer Mark Webber da Minardi e o estreante Antonio Pizzonia. “Ok”, deve ter pensado Lotterer, “talvez essa tal de F1 não seja para mim”. Ele estava certo. Resolveu tentar a vida no Japão, na Super GT (foi campeão em 2006 e 2009) e na Super Formula, que cravou em 2011. Mas seu sucesso estava em outro tipo de carro.

Em 2009 Andre Lotterer fez sua estreia no palco onde conseguiria seus maiores sucessos. Ele e o também novato Charles Zwolsman tiveram que tocar o carro da equipe de Colin Kolles sozinhos durante todas as 24 horas de Le Mans, uma vez que o terceiro piloto, o indiano Narain Karthikeyan tinha deslocado seu ombro logo antes da prova. A bordo do mítico Audi R10 que tinha vencido as três edições anteriores da corrida, ambos conseguiram uma boa sétima posição tanto na LMP1 quanto geral.

A Audi ficou impressionada com a performance do conterrâneo, e lhe deu uma vaga no R15 TDI em 2010, junto a Marcel Fässler e Benoît Tréluyer. O time ficou em segundo lugar geral e na LMP1, mesmo com o domínio da Peugeot naquele ano.

Em 2011 o mesmo trio estava junto novamente, dessa vez a bordo de um Audi R18 novinho em folha. Foi o único dos três carros da Audi Sport a terminar a prova (os outros dois sofreram acidentes), mas mesmo assim Lotterer e companhia seguraram os três Peugeot 908s que vinham babando atrás deles e venceram a prova com apenas 13 segundos de vantagem.

A festa de uma vitória épica. Fonte: Quattroholic

Entre 2012 e 2016 Lotterer competiu pela Audi Sport Team Joest no mundial de Endurance, com resultados espetaculares: campeão em 2012 (e bicampeão em Le Mans neste ano); vice campeão em 2013 e 2014 (quando venceu pela terceira vez as 24 horas) e 2015.

Sofrendo com a Catterham em Spa. Fonte: F1 Fanatic

No mesmo ano em que se tornou tricampeão das 24h, Lotterer deu outra passada rápida pela Fórmula 1, a convite da Catterham, para substituir Kamui Kobayashi no Grande Prêmio da Bélgica. O público local fez uma boa festa para receber o alemão que eles consideram um compatriota, porém o equipamento não permitiu que Andre passasse de uma 21ª e penúltima posição no grid e uma falha elétrica o retirou da prova ainda na primeira volta.

Em 2017, uma vez que seu time optou por não participar das 24h de Le Mans, Lotterer juntou-se ao campeão de 2016 Neel Jani e a Nick Tandy para defender a Porsche no carro principal. Infelizmente uma falha mecânica tirou seu carro da corrida.

Lotterer, que hoje completa 36 anos, já anunciou que participará da temporada 2017/2018 do campeonato de Fórmula E da FIA defendendo a TECHEETAH.

lll FORA DAS PISTAS

André Lotterer compartilha aniversário com Indira Ghandi, a primeira ministra da India falecida em 1984, que nasceu em 19/11/1917. Também nasceram nesta data o pai dos programas de entrevistas Larry King em 1933 e as queridinhas do cinema americano Meg Ryan (Viagem Insólita ainda é um dos meus filmes preferidos) e Jodie Foster (não preciso falar de O Silêncio dos Inocentes, certo?). Não vou declarar o ano de nascimento das beldades, pois isso seria pouco cavalheiresco.

E, falando nas moças, a primeira vez que um grupo feminino atingiu o primeiro lugar das paradas britânicas foi em 19/11/1964, com Baby Love das Supremes. Fiquem bem acompanhados.

lll A Série 365 Dias Mais Importantes do Automobilismo, recordaremos corridas inesquecíveis, títulos emocionantes, acidentes trágicos, recordes e feitos inéditos através dos 365 dias mais importantes do automobilismo.

[powerpress_subscribe]

Sair da versão mobile