Agradeçam à Rede Globo por ainda transmitir a Formula 1

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Hoje vejo muitos fãs irritados com a transmissão da Formula 1 que a Rede Globo faz, tanto da classificação, quanto da corrida.

A Rede Globo desde o final do ano passado transmite apenas o Q3, e não mais a classificação completa. Para quem quiser assistir os treinos livres e a classificação ao vivo e na íntegra deve se dirigir ao canal do SporTV que estiver transmitindo (variando entre o 1, 2 e 3).

Algumas etapas que são transmitidas na parte da tarde acabam perdendo espaço para, ou tendo que dividir a transmissão com, o futebol. Quanto ao fato de dividir transmissão eu, particularmente, acho um desrespeito aos fãs que querem assistir a Formula 1 e aos fãs que querem assistir ao futebol. Nem todo mundo gosta dos dois esportes, e mesmo quem gosta, não quer assistir as duas coisas ao mesmo tempo. Mas voltando ao assunto do texto…

As opiniões dos fãs acabam se dividindo. Para uns, a Rede Globo deveria transmitir tudo sim, ou pelo menos a classificação e a corrida como era nos últimos anos. E que mudar tudo para um canal fechado é um absurdo. E para outros, a Rede Globo deveria jogar tudo para um canal fechado logo.

Bom, vou lhes contar sobre a transmissão da Formula 1 aqui no Japão. Eu cheguei aqui em 2002. E até mais ou menos 2008 eu tinha uma televisão, desde então nunca mais tive uma televisão, por não achar graça nas atrações da TV japonesa, ocupar muito espaço, e nem video-game mais eu tinha, já que passei a jogar no computador.

Pois bem, a TV Fuji não transmitia os treinos livres, e nem classificação. E as corridas eram transmitidas lá pelas 2 da madrugada. Era um VT na íntegra. Mas com comerciais. Sim, comerciais. Não era, e nem nunca foi, como na Rede Globo que faz o merchan durante a transmissão, e no máximo coloca um logotipo do patrocinador no canto da tela. Os comerciais entravam como em qualquer outra atração. Por diversas vezes acontecia algo durante os comerciais que mudava a corrida toda, e eu só ficava sabendo se a TV Fuji mostrasse em replay após os comerciais. As únicas corridas que eram transmitidas ao vivo eram os GPs no continente americano, como Estados Unidos, Canadá e Brasil, afinal pelo fuso já eram na madrugada aqui no Japão.

Para vocês terem idéia, nem o GP do Japão era transmitido ao vivo. Sempre foi assim, antes mesmo de eu vir para cá. E vocês lembram como o Japão era e é representado na Formula 1, né? Honda, Toyota, Nakajima (Satoru e o Kazuki mais tarde), Takuma Sato, Bridgestone, Panasonic, Mild Seven, entre outras marcas, equipes e pilotos.

Se eu quisesse assistir a corrida ao vivo, precisava ver por algum streaming (com imagem 144p aumentada e travando o tempo todo) da Rede Globo, ou de alguma outra emissora da Europa, ou por alguma rádio brasileira que tivesse em seu site a opção de ouvir online. Sim, o rádio me salvou várias vezes. E depois eu acordava na madrugada para ver a corrida, mesmo que em VT e com comerciais. Cabeça de gasolina é assim.

Faz muito tempo que eu não tenho uma televisão, e então não posso mais assistir as corridas pela TV Fuji. Na verdade, não é mais canal aberto, e sim em algum “SporTV” da Fuji. Mas realmente não sei se transmitem os treinos livres, classificação e nem se as corridas passaram a ser transmitidas ao vivo.

Pesquisando um pouco, achei uma notícia do Torcedores.com que fala mais sobre como as emissoras do mundo estão transmitindo a Formula 1, segue: “EMISSORAS DE TELEVISÃO MUDAM SEUS CONTRATOS COM A FORMULA 1” (clique no título para ler).

O que eu quero dizer a vocês que estão reclamando da Rede Globo, é que na verdade vocês deveriam agradecer à ela por ainda transmitir a Formula 1 em TV aberta (acredito que uma das únicas no mundo) ao vivo, na íntegra, e sem comerciais.

E se por acaso a Rede Globo desistir de transmitir na TV aberta, e passe para a TV fechada, ou outro canal que não é da Rede Globo compre os direitos e transmita em TV fechada, não estranhem. É uma tendência sim. Embora eu ache que é uma tendência que já está ficando ultrapassada. Estamos em 2016 (quando este texto foi escrito) e a Formula 1, e outras categorias também, já deveriam ter algum serviço online para assistir as corridas pela web, mesmo que pago, em qualquer lugar do mundo.

* Este texto foi escrito originamente para o site Fim Do Grid, e estamos republicando com a devida autorização do autor.

Bruno Shinosaki

Hoje eu não sou apenas um fã de Formula 1, eu me considero sim um grande fã de esporte a motor. Sempre acompanhando e tentando aprender mais. No momento, principalmente pelo site/canal, tenho focado muito em Formula 1, Moto3, Moto2, MotoGP, Superbike, IndyCar e Formula E. Mas sempre atento também a Nascar, StockCar, DTM e outras categorias.

%d blogueiros gostam disto: