11 de Abril 1999, A primeira vez é inesquecível – Dia 325 dos 365 dias mais importantes da história do automobilismo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Aquela semana demorou para passar, a sexta e o sábado então nem se fala, os minutos transformaram-se em horas e as horas em dias. Mas enfim o domingo chegou, foi difícil conseguir dormir aquela noite, minha ansiedade estava nas nuvens. Me perguntei umas mil vezes: “será que vai ser legal?”, “será que vou gostar?”, “será que dá para ver os carros?”.

Foto de Cristiano Seixas

Cheguei ao templo sagrado de Interlagos por volta das 9hs, o warm-up começava as 9:30 hrs e pelo tamanho da fila confesso que achei que não seria possível entrar a tempo. Mas a fila andou rapidinho e ao cruzar os portões do setor A pela primeira vez fiquei deslumbrado, tive a certeza que estava no meu habitat, no meu mundo.

Foto de Cristiano Seixas

9:30 hrs, carros na pista. Jamais esquecerei o rugido feroz dos motores V10, fiquei boquiaberto como os motores gritavam forte mesmo na longínqua reta oposta. O primeiro carro de F1 que tive vi ao vivo e a cores foi a Arrows de Tora Takagi, essa imagem está na minha retina para sempre. Não consegui segurar a emoção, lágrimas vieram a meus olhos, o sonho acalentado tantos anos virava realidade. Os carros fizeram a volta de instalação retornando aos boxes. As emoções ainda se elevariam quando os bólidos rasgaram a reta dos boxes a toda velocidade, aí neste momento eu pude ter a real noção do quanto os F1 são rápidos, claro me emocionei de novo.

Foto de Cristiano Seixas

Terminado o warm-up minha ansiedade para a corrida estava a mil., mas para completar a manhã ainda pude acompanhar provas da Espron, uns carrinhos quadradões categoria apadrinhada por Nelson Piquet, tivemos também etapa do Sul-americano de Superturismo, lembro que o Cacá Bueno corria com um Peugeot amarelinho. Assistindo as preliminares ficava mais nítido ainda a diferença de velocidade da F1 para as outras categorias.

Foto de Cristiano Seixas
Foto de Cristiano Seixas

13:00 os mecânicos começam a levar os equipamentos ao grid de largada. 13:30 boxes abertos, as máquinas tomam suas posições no grid.

14:00 os 21 carros ligam seus motores e partem para a volta de apresentação. Fiquei enlouquecido com os carros acelerando e freando antes da largada. Finalmente a largada, David Coulthard fica parado e por muita sorte ninguém o acertou, Rubens Barrichello da Stewart faz uma bela largada e pulando para segundo lugar. A primeira volta foi incrível, todos os carros juntos rasgando a reta, judiei dos meus ouvidos ficando sem protetor auricular nesta volta, mas no fundo valeu a pena. Volta 3, a McLaren de Mika Hakkinen perde rendimento subitamente na reta oposta, Rubens Barrichello assume a liderança com a Stewart, o autódromo veio abaixo. Hakkinen consegue se manter na pista na 3° colocação. Rubens Barrichello liderou até a volta 26, só perdendo a liderança quando iniciaram-se as paradas para reabastecimento.

Foto de Cristiano Seixas

Rubens conseguiu manter-se em uma excelente 3° colocação, o podium era mais que possível. Mika Hakkinen supera Schumacher nas paradas e reassume a ponta. Mas o motor Ford da Stewart quebra na volta 42. Decepção nas arquibancadas, Barrichello passa à nossa frente segurando uma bandeira do Brasil. Daí até o final nenhuma alteração significativa. Jamais me esqueci de Mika Hakkinen recebendo a quadriculada, Schumacher em segundo e Frentzen com a Jordan em terceiro mesmo ficando sem gasolina na volta final. O hino finlandês ficou em minha memória para sempre. Saí de Interlagos feliz da vida e com uma certeza, se eu já amava a categoria selei naquele dia meu casamento com ela. E claro o GP Brasil disputado naquele 11 de abril de 1999 está no meu coração para sempre, será sempre um dos, senão o mais especial para mim.

Foto de Cristiano Seixas
Foto de Cristiano Seixas

Não havia GP mais especial para escrever no meu 100° post no Boletim do Paddock para o qual tenho a honra de escrever desde 2015, iniciei com o fantástico GP Brasil de 2007, o post 50 também especial onde falamos da primeira corrida de carros na cidade de São Paulo e agora o número 100 com meu primeiro GP de F1 em Interlagos. Minha gratidão a toda equipe do BP, que venham mais 100 posts falando sobre o esporte a motor.

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da história, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, pois é um PHD e MDA em Fórmula 1 ainda é Graduado, Pós-Graduado, Mestrado e Doutorado sobre História da Fórmula 1, Wikipédia erra o Cristiano não.