TL1 Japão – Hamilton sobra, para liderar dobradinha da Mercedes em Suzuka

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Lewis Hamilton liderou a dobradinha da Mercedes nesta quinta-feira (04), quando registrou 1:28:691 com os pneus macios. A equipe alemã investiu na utilização dos compostos mais duros do final de semana, enquanto a rival utilizou apenas os supermacios.

Daniel Ricciardo da Red Bull ficou com o terceiro lugar ao registrar 1:29:373, logo depois vinha Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. O finlandês em seu segundo stint de voltas rápidas levou mais tempo para instalar os novos compostos e seguir para a pista, conseguindo superar o companheiro de equipe e Max Verstappen da Red Bull. O alemão levou mais tempo para render com os supermacios no seu primeiro sitint, mas conseguiu melhorar as suas marcas na segunda vez que fora a pista.

Ocon era o sétimo colocado, seguido por Grosjean e a dupla da Sauber com Leclerc e Ericsson.

Os carros retornam para a pista às 3 h, na realização do segundo treino livre para o Grande Prêmio do Japão.

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

Minutos antes da primeira sessão ter início, havia chovido no circuito de Suzuka e o asfalto estava molhado. A umidade estava em 79% com a temperatura ambiente de 25 °C e 22 °C na pista.

Lando Norris assumiu o lugar de Stoffel Vandoorne durante o TL1, na McLaren.

Assim que as luzes verdes apontavam a liberação da pista, Carlos Sainz foi o primeiro a deixar os boxes, utilizando os compostos supermacios. Logo depois foi acompanhado por Ericsson e Alonso, utilizando os pneus macios e médios. A Toro Rosso apostava no teste de aferição aerodinâmica do carro, enviando Hartley com as grades acopladas em seu carro.

Ericsson era o primeiro a ter tempo registrado com a Sauber, sua marca era 1:35:111, sendo seguido por Charles Leclerc com 1:36:351, ambos utilizando os pneus macios. Enquanto Daniel Ricciardo fechava a sua volta para assumir a ponta com 1:30:651 a maioria dos pilotos retornava para os boxes depois da sua volta de instalação. Leclerc em sua segunda volta melhorava para 1:33:484.

Com 10 minutos de sessão já realizada, Daniel Ricciardo conseguia 1:30:312 na quarta volta do seu composto, enquanto Verstappen completava a sua primeira volta e assumia o topo da tabela superando o companheiro de equipe por 0s014.

Os pilotos da Red Bull seguiam disputando a ponta da sessão, enquanto outros competidores passam a ocupar a pista. A Sauber seguia com o seu bom rendimento, Leclerc era o terceiro, seguido por Pérez e Ericsson.

Após 20 minutos de sessão os carros da Mercedes deixavam os boxes da equipe, Bottas utilizava os pneus macios, enquanto Hamilton era visto com os médios. Raikkonen e Vettel estavam com os supermacios.

Raikkonen conseguia fechar no terceiro lugar com 1:30:842, mas logo depois era superado pelo finlandês da equipe alemã por 1:30:670.

Hamilton conseguia se sair melhor que o companheiro de equipe com 1:30:646, enquanto Vettel levara mais tempo para concluir a sua volta, mas está era comprometida, após o piloto escapar na curva 17 pela área de escape.

Na tentativa de volta rápida seguinte o alemão passava a quinta posição, mas era o quinto giro do seu pneu e logo Raikkonen voltava a superar o companheiro de equipe. Com a conclusão da primeira meia hora de sessão, as posições eram: Ricciardo, Verstappen, Bottas, Raikkonen, Hamilton, Vettel, Grosjean, Leclerc, Ocon e Pérez.

Bottas passava a primeira posição com 1:29:842 e era desta vez seguido de perto pelo alemão que tinha 1:29:842. Hamilton ficava na terceira posição, enquanto Ricciardo em quarto era alertado sobre os erros que vinha cometendo na pista e para tentar evita-los.

Após tentar desviar de Gasly na curva 17, Hamilton passava pela área de escape no mesmo ponto que Sebastian Vettel. Com os 40 minutos de sessão se aproximando, o fluxo de carros começava a diminuir e os pilotos se dirigiam para os boxes para a devolução dos primeiros compostos utilizados.

Fernando Alonso era o primeiro a retornar para a pista, utilizando novamente os compostos médios. Bottas também passava a utilizar os pneus mais duros do final de semana. O espanhol era visto rodando na pista na curva 9, após passar com as rodas do lado esquerdo na grama e perder o controle da sua McLaren. Alonso passava direto pela brita, tendo que retornar aos boxes para uma verificação logo depois. Uma bandeira amarela fora acionada momentaneamente.

Bottas seguia na ponta com 1:29:137, enquanto os outros pilotos retornavam com os compostos novos. Gasly escapava da pista na curva 3 retornando com a sua Toro Rosso revestida por grama. Hamilton passava ao primeiro lugar com 1:28:691, superando o finlandês por 0s446. Vettel se mantinha em terceiro com novos supermacios instalados (1:29:685).

Com a conclusão da segunda meia hora, as posições eram: Hamilton, Bottas, Vettel, Ricciardo, Verstappen, Raikkonen, Ocon, Grosjean, Leclerc e Ericsson.

Ricciardo e Verstappen realizavam seu novo stint de voltas rápidas com os compostos supermacios. O australiano havia abandonado a utilização dos macios.

Raikkonen era o último a instalar os novos compostos supermacios e restavam pouco mais de 20 minutos para o término da sessão. O finlandês deixava o sexto lugar para se tornar o quarto colocado com 1:29:629.

A pista voltou a ficar vazia e apenas Raikkonen que tinha poucas voltas com o novo composto seguia trabalhando para a equipe italiana.

Os pilotos aproveitaram os minutos finais para realizar algumas voltas em simulação de corrida, além de aproveitarem para testar a largada nas suas saídas do pit-lane. 

Foto de Capa: @

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: