Segundo dia de testes coletivos em Sakhir

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 Filament.io 2 Flares ×

A sessão coletiva de testes em Sakhir, dividida em dois dias teve seu final hoje, mas uma próxima já está agendada para depois do GP da Hungria. A liderança do segundo dia permaneceu nas mãos da Mercedes, mas dessa vez guiada por Valtteri Bottas. No período da manhã o finlandês marcou 1:31:731, conseguindo melhora-lo para 1:31:280 à tarde, também foi o piloto que mais acumulou quilometragem, e ao final do dia completava 143 voltas. O piloto enfrentou alguns problemas mecânicos ao final da manhã, com o volante do carro, porém foi rapidamente resolvido.

| Manhã

Esteban Ocon ficou com o segundo lugar da manhã, marcando 1:32:142 com a sua Force India, seguido por Danill Kvyat da Toro Rosso, 1:32:213. O quarto lugar ficou com Sebastian Vettel 1:32:615. A Ferrari acabou mudando as configurações do SF70H, e alguns problemas em componentes internos acabaram surgindo, ocasionando uma grande perda de tempo para a equipe. O quinto lugar foi ocupado por um carro da Williams, sendo guiada por Gary Paffett, uma novidade para o britânico que não pilotava um Fórmula 1 desde 2013. Stoffel Vandoorne apareceu em sexto com a sua McLaren tendo chances de guiar um pouco mais o carro e acumular quilometragem para a equipe, completando 49 voltas na manhã.

| Tarde

Durante a tarde o piloto da Ferrari, Sebastian Vettel apareceu na segunda posição, mas continuou trabalhando com a Pirelli, focando nos testes dos  protótipos dos novos compostos para 2018, mesmo assim anotou 1:31:574. Carlos Sainz jr, aparecia na terceira posição ao final do dia, depois de travar uma disputa pelo segundo lugar e marcando 1:31:884. Stoffel Vandoorne também andou a tarde e apareceu no quarto lugar, melhorando o seu tempo para 1:32:108 e conseguindo dar mais algumas voltas na pista, finalizando o dia com 81 voltas, seguido por Kevin Magnussem da Haas com 1:32:120, para fechar o top 5. A Williams voltou a andar forte a tarde, ainda com Gary Paffett que ficou em oitavo lugar e deu 126 voltas.

Enquanto algumas equipes deram vez para os seus pilotos de testes conduzirem o carro, a Mercedes deu preferência para os seus titulares. A equipe vem enfrentando um excessivo desgaste de pneus, e o time alemão optou por investigar as causas e tentar amenizar esse problema.

A Red Bull Racing voltou a sofrer com problemas mecânicos e dessa vez guiada por Pierre Gasly, a equipe deu 65 voltas mas apareceu somente na décima posição, mas dessa vez sem ocasionar bandeira vermelha.

Fonte: @F1

Siga-me no Twitter!!!

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: