Retrospectiva Red Bull – Ricciardo e Verstappen ficaram mais próximos do que se imaginava

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Foram inúmeros problemas que acometeram a dupla de pilotos da Red Bull nesta temporada, falhas no motor, problemas no câmbio e algumas batidas ou paradas que pareciam ser apenas falta de sorte mesmo. Assim como a Toro Rosso e a própria Renault, a equipe austríaca sofreu com os motores fornecidos e essa novela não é nenhuma novidade neste casamento que já quase foi rompido outras vezes, mas finalmente a Red Bull e Renault vão realmente se separar, falarei sobre isso mais a seguir.

Mesmo se mantendo no terceiro lugar do campeonato, a Red Bull não teve aquela temporada linear, na verdade a equipe mostrou um crescimento depois da volta das férias, quando foi possível vê-la como uma possível ameaça, no entanto o campeonato já estava desenhado e a disputa pelo título estava entre Vettel e Hamilton, mas foi possível ver o time somando pontos importantes ao se deparar com quebras e erros da própria Ferrari, se tivessem sido mais estáveis, com certeza a disputa teria ficado mais acirrada entre os três times.

As respectivas quebras na Red Bull fizeram a equipe ficar 300 pontos atrás da Mercedes e 154 da Ferrari, onde em apenas sete das 20 corridas dos calendários, os dois pilotos terminaram as provas, nas demais sempre alguma coisa aconteceu com algum deles e o time acabou perdendo pontos consideráveis.

lll Ricciardo Vs. Verstappen

Com esta dupla é difícil escolher apenas um piloto para dizer qual iria se sair melhor antes da temporada começar, alguns apostaram em Ricciardo, por ele ter uma condução mais cuidadosa, ser um piloto consistente e com um pouco mais de experiência; já os que optaram por defender o Team Verstappen contavam com o seu arrojo na pilotagem, sua capacidade de criar espaços para fazer as ultrapassagens e saber aproveitar e criar oportunidades, em outras palavras um jovem piloto que não se entrega facilmente.

Por mais que os abandonos de Verstappen tenham ficado mais evidentes, já que foram alguns em sequência, os números ficaram próximos: 6 abandonos de Ricciardo contra 7 do holandês e por incrível que pareça o jovem piloto terminou mais vezes a frente do seu companheiro de equipe e conquistou dois primeiros lugares nesta temporada, mas o australiano manteve uma consistência abocanhando mais pódios que Verstappen. No final da temporada Ricciardo ficou com 200 pontos e Max com 168.

lll Temporada de 2018

A evolução que a equipe teve este ano teve Adrian Newey como responsável, mas ele só esteve presente no desenvolvimento do projeto do RB13-TAG Heuer a partir da primeira corrida do ano. Helmut Marko aposta que o chassi da equipe era o melhor do pelotão, o grande problema que enfrentaram estava na entrega da potência dos motores fornecidos pela Renault. A boa notícia para a equipe é que Newey está participando do nascimento do modelo que vai para as pistas em 2018 e com isso ele vai aproveitar este novo regulamento de carros mais largos. A ideia é ter um início de temporada parecido com o que tiveram neste final de ano, com carros mais fortes e capazes de brigar por espaço na pista desde a primeira prova.

A Red Bull vai estar equipada por mais uma temporada com os motores Renault enquanto a sua subsidiária já utilizará os motores Honda.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: