Retrospectiva Force India e como a equipe deve se comportar na próxima temporada

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Ocupar o título de quarta força no ano é muito importante e também aumenta a confiança do time para a próxima temporada. A Force India conseguiu fazer exatamente isso ao se colocar na frente da Williams, pontuando em quase todas as provas ao longo do ano. A maior dificuldade da equipe foi lidar com a disputa interna, já que Pérez e Ocon eram dois pilotos velozes, sendo assim tinham plena consciência que podiam abusar do carro do qual tinham posse e obviamente os dois mostravam a vontade de trazer resultados para a equipe. Vijay Mallya dono da Force India precisou lidar com este conflito interno e disse por várias vezes estar preocupado com a ação dos dois pilotos na pista, já que as disputas poderiam fazer com que eles não completassem provas e com isso perder pontos preciosos.

Os dois pilotos foram advertidos diversas vezes na pista para não brigarem, mas a Force India também deixou de intervir quando eles reclamavam do desempenho um do outro e pediam pelo rádio que a equipe desse a ordem de ultrapassem. Por mais que eles estivessem preocupados, o time deu preferência por não acentuar ainda mais a rivalidade entre eles, não querendo demonstrar uma preferência

A equipe também estava equipada com motores Mercedes e não tiveram maiores surpresas ao longo do ano, aliado ao trabalho fantástico na aerodinâmica fez o carro atingir o posto de bom desenvolvimento e de perto eu posso dizer, era o com estrutura mais chamativa, o seu desenho cheio de curvas conseguia mostrar exatamente toda a funcionalidade e atuação do ar ao seu redor. Sem dúvidas foi o carro que mais me tirou o fôlego ao conhecer pessoalmente.

lll Sérgio Pérez Vs. Ocon

Fonte: @F1

O Checo se saiu melhor que o seu companheiro de equipe, pois entregou 100 pontos contra 87 de Esteban Ocon. Encontrar com os dois na pista era um grande problema, pois nenhum deles gostava muito de deixar espaço e não deram muitas brechas para cometer erros, por isso em algumas corridas que vimos os ponteiros do campeonato largando atrás desses dois ao fazerem a aproximação, esses eram o que eles mais perdiam tempo para conseguir uma ultrapassagem, Pérez segue com o seu jeito arrojado ao dirigir e por muitas vezes foi chamado de desleal na pista, pois o mexicano realmente faz a pista ficar bem larga.

Quem achou que Ocon fosse se intimidar com o companheiro de equipe, deve ter ficado de queixo caído com a forma que ele pilota e foi uma grande aposta da equipe, já chegou mostrando o seu potencial, mas a Force India pode encarar ele como uma pedra valiosa, mas que precisa ser lapidada. Ocon também foi importante na conquista de pontos para a equipe graças a sua garra e motivação.

lll Temporada 2018

No próximo ano a disputa entre Force India e Williams deve aumentar já que a equipe inglesa está apostando todas as suas fichas em Peddy Lowe e no crescimento que pode trazer para o time, talvez a distância entre estas equipes seja diminuída drasticamente. Com isso também podemos já olhar para a McLaren que vai estar equipada com motores Renault e também pode dar um salto bem grande, tornando a vida da Force India um pouco mais dura em 2018.

Vão ter que lidar também com um orçamento mais apertado, mesmo terminando na frente da Williams a verba disponível para a Force India é equivalente ao que a Toro Rosso, Haas e até mesmo a Sauber recebem, já que aquele critério histórico ainda vale na Fórmula 1, levando isso em consideração aliado a necessidade da construção de um novo chassi, mesmo contando com motores da Mercedes o seu avanço na próxima temporada pode ficar mais contido.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: