O nascimento de Il Leone – Dia 357 dos 365 dias mais importantes da história do automobilismo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O GP de San Marino que aconteceu em Ímola no dia 13 de maio de 1990 foi movimentado, como a maioria das provas naquele ano. Na classificação formou-se a famosa Arca de Noé: duas McLaren na primeira fila (Senna – Berger), depois duas Williams (Patrese – Boutsen) e, na terceira fila, duas Ferrari (Mansell – Prost). Após uma corrida movimentada, com vários acidentes e trocas de liderança, Patrese conseguiu sua terceira vitória na Fórmula 1, com Berger em segundo e Alessandro Nannini, numa Benetton, em terceiro. Pronto, pode voltar a ler as notícias do Boletim do Paddock.

Ok, com essa moda da Marvel de cena pós-créditos temos que continuar mais um pouquinho, senão o editor não libera o nosso salário. Então você deve estar se perguntando por que essa corrida está aqui, ainda mais na data em que a primeira corrida da Fórmula 1 conteceu em Silverstone, há exatos 68 anos, certo? (Spoilers, vamos guardar essa prá season 02).

Falo de Ímola aqui hoje para representar o fanatismo de um povo que ama a velocidade. O grande nome deste GP, que acabou eternizando a corrida, largou em quinto lugar e não terminou a prova.

Mais do que vitórias, os tiffosi que lotavam Ímola naquele dia queriam ver um piloto aguerrido e combativo, que vestisse o espírito de luta de Baracca e desse orgulho ao Comendador Enzo. E tiveram o espetáculo que esperavam, graças a Nigel Mansell.

O inglês estava animado. Graças a vários abandonos e rodadas à sua frente, na volta 17 se viu em terceiro, pouco atrás do líder Berger e babando na traseira do carro de Patrese. Na curva Tosa, Mansell conseguiu uma ultrapassagem linda, por fora, para delírio da torcida que não estava nem aí para o fato de que o ultrapassado era um italiano. Você vê essa pintura bem no comecinho do vídeo abaixo:

Agora era só buscar o líder Berger, mas não seria fácil: no meio do caminho, ele encontrou o lendário Andrea de Cesaris, que lhe deu um totozinho e quase o tirou da pista, o que rendeu ao (outro) italiano o epíteto de “idiota”, de acordo com o comentário ao vivo de James Hunt para a tv inglesa. Mesmo assim, no melhor estilo ferrarista, não desistiu. Na subida para a Villeneuve, botou o carro lado a lado com a McLaren de Berger, que fechou a porta e jogou o bigode prá grama. E então tivemos o grande momento da prova.

Mansell deu um 360, não acertou nada, quando abriu os olhos viu que estava com o nariz para o lado certo e apertou o da direita. As arquibancadas foram abaixo, houve festa da Piazza San Marco até aquela villa na Sicília onde esconderam o Michael Corleone, e pouco importou que a sujeira trazida neste passeio acabasse explodindo o motor Ferrari algumas voltas depois. Os tifosi tinham um ídolo, alguém com coragem suficiente para lhes encher de orgulho. Nascia “il leone”.

lll FORA DAS PISTAS

Fazem aniversário hoje Harvey Keitel, excelente ator e o eterno Mr. White de Cães de Aluguel, o filme do Tarantino preferido entre quem entende de cinema (digam isso para o @jwillmesquita no Twitter), Ritchie “La Bamba” Valens, que foi muito cedo, o astro do basquete e extraterrestre Dennis Rodman e o espetacular Stevie Wonder. Aqueles que, como eu, conheceram o cara com “I’ve Just Called to Say I Love Yoy” e pensavam que ele só fazia baladinha romântica é porque ainda não conheceram o groove do cara.

Carlos Eduardo Valesi

Velho demais para ter a pretensão de ser levado a sério, Valesi segue a Fórmula 1 desde 1987, mas sabe que isso não significa p* nenhuma pois desde meados da década de 90 vê as corridas acompanhado pelo seu amigo Jack Daniels. Ferrarista fanático, jura (embora não acredite) que isto não influencia na sua opinião de que Schumacher foi o melhor de todos, o que obviamente já o colocou em confusão. Encontrado facilmente no Setor A de Interlagos e na sua conta no Tweeter @cevalesi, mas não vai aceitar sua solicitação nas outras redes sociais porque também não é assim tão fácil. Paga no máximo 40 mangos numa foto do Button cometendo um crime.

%d blogueiros gostam disto: