Números e Estatísticas do GP da Mônaco de Fórmula 1 de 2017: Vettel e Ferrari vencem no Mônaco 16 anos depois

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×
Triunfo construído em voltas extraordinárias antes do pitstop, numa antecipação errada do pit stop de Raikkonen. Ricciardo no pódio atrás dos Ferrari. Hamilton foi 7º.
Sebastian Vettel, tornou-se no primeiro piloto da Ferrari a vencer o GP do Mónaco após 16 anos de jejum. Desde Schumacher e Massa numa dobradinha em 2001 que a Scuderia também não conseguia que ambos os seus pilotos tivessem os lugares mais altos do pódio. O triunfo de Vettel, 3º do ano, permitiu que o alemão aumentasse a sua vantagem no campeonato para 25 pontos sobre  Lewis Hamilton.


Max Rossi

Vettel construiu a sua vitória no momento anterior à paragem para o pitstop da corrida, aós o momento em que Kimi Raikkonen fez a sua ida às boxes. Com pista livre à frente, Vettel rodou em voltas muito rápidas e tal como Schumacher fazia em iguais circunstâncias, conquistou tempo suficiente para no regresso à pista com novos pneus, visse Raikkonen já nos espelhos retrovisores do seu carro.

É certo que Vettel é o candidato ferrarista ao título, mas com Raikkonen a largar da pole e a segurar nas primeiras voltas  o comando, se pode especular agora sobre se a ação dos momentos de ida à boxe de Raikkonen e de Vettel não beneficiou taticamente o alemão permitindo-lhe passar para a frente da corrida. Raikkonen pensará no seu íntimo isso mesmo, mas também é verdade que o ritmo de corrida de Sebastian durante essas voltas atingiu um nível que Kimi na primeira posição e com pista livre, nunca conseguiu.


SRDJAN SUKI
 
Raikkonen assumiu a sua 1ª pole em nove anos no sábado e largou perfeito defendendo a liderança nas primeiras voltas. Atrás Valtteri Bottas e os Red Bull de Max Verstappen e Daniel Ricciardo fizeram a corrida por esta ordem até ao momento movimentado dos pits.

Verificou-se como demasiado cedo, o momento em que Kimi fez a sua paragem. Foi na 34ª volta. Certo que estava a ter dificuldade de passar pilotos retardatários, mas os outros com Vettel à cabeça também o estava a fazer. Kimi como que arriscou a sua primeira posição quando quem teria de fazer algo para assumir o comando era Vettel.


SRDJAN SUKI

Com pista livre, Sebastian fez 5 voltas a um ritmo impressionante. E no seu pitstop, a passagem ficou conretizada.

Além de Vettel ter assumido o comando com os pitstops, outro grande vencedor na estratégia da tarde. Daniel Ricciardo que era 5º após a largada atrás dos Ferrari, de Bottas e Verstappen, estendeu muito também o 1º turno de corrida. Fazendo o pitstop mais tarde que Bottas e Verstappen, o australiano passou ambos com a sua passagem tardia nas boxes. O holandês considerou a estratégia escolhida para si, um desastre.


VALDRIN XHEMAJ

A corrida de  Hamilton teve um turno de 46 voltas até ao pitstop, numa altura em que já era 6º. Desceu uma posição e levou até ao final com uma corrida onde o objetivo era amealhar o máximo de pontos possível. Um GP difícil para o inglês que largou muito de trás na grelha.


VALDRIN XHEMAJ

A corrida não teve momentos de grande animação e luta. Tanto que o momento de maior adrenalina, além do momento em que os pilotos foram à boxe para troca de pneus, acabou por ser fruto da entrada do Safety Car em consequência de um incidente entre o McLaren de Jenson Button e o Sauber de Pascal Wehrlein.

O piloto do Sauber ficou em ângulo de 90º sobre a barreira de pneus no Portier, mas felizmente sem consequências de maior. Abandonou a corrida, tal como Jenson Button que com a direção e suspensão partidas do seu McLaren, fechou prematuramente este regresso pontual à F1 . Button viu ali uma oportunidade de passar por dentro Wehrlein mas Pascal não abriu. O contacto foi inevitável.

Com o Safety Car em pista a Red Bull ainda trocou pneus para novos ultramacios no carro de Verstappen para permitir que nas últimas voltas, passasse Valtteri Bottas. Mas não chegou pois o finlandês da Mercedes defendeu-se.

Durante o período de Safety Car, 3 outros pilotos abandonaram. Primeiro um incidente ridículo quando Marcus Ericsson a ultrapassar o carro de segurança se despistou em Saint Devote e bateu nos rails. Depois do relançamento da corrida Stofell Vandoorne embateu também no rail, numa altura que lutava em 10º para dar os primeiros pontos da época à sua equipa McLaren.

Também Ricciardo bateu no rail, de raspão, em Saint Devote, mas pelo menos permitiu-se continuar na corrida e sem perder posições.

Por fim, um incidente entre o maxicano Sergio Perez no Force India e o Toro Rosso de Daniil Kvyat, no gancho Rascasse, levou ao abandono do russo e à perda de posições do mexicano, que assim interrompeu uma série (maior da carreira e uma das 15 maiores de sempre na F1), de 15 GPs consecutivos nos pontos para o mexicano.

Classificação Final GP do Mónaco

Nos mundiais de Fórmula 1, Vettel comanda agora com 129 pnotos, contra 104 de Hamilton. Seguem-se Bottas 75 Raikkonen 67 Ricciardo 52, Verstappen 45. Nos construtores a Ferrari comanda com 196 pontos, a Mercedes tem 179, Red Bull 97, Force India 53 e ToroRosso 29.

O mundial segue no Canadá com o GP de Montreal.

ESTATÍSTICAS GP DO MONACO DE FÓRMULA 1

VITÓRIA

* Sebastian Vettel – 45ª vitória de carreira ( 2ª no Mónaco, onde venceu em 2011 com a Red Bull)

* Ferrari – 227ª vitória na F1, 9ª no Monaco, a primeira desde 2001 quando Schumacher venceu. Foi também uma dobradinha com Schumacher e Massa na altura.

* Motores Ferrari – 228ª vitória na F1

* Alemanha – 171ª vitória na F1

* Carro # 5 – 136ª vitória na F1

VITORIAS 2017
Vettel 3, Hamilton 2, Bottas 1 ;
Mercedes 3, Ferrari 3

POLES

* Kimi Raikkonen – 17ª pole, a 1ª pole desde o GP de França de 2008.

* Novo Record para diferença de tempo entre 2 poles do mesmo piloto. Agora 8 anos, 11 meses, 6 dias para Kimi Raikkonen desde França 2008. Bate o anterior record de Mario Andretti com 8 anos e 18 dias entre os GP dos EUA de 1968 e o GP Japão de 1976. 

* Ferrari – 210ª pole position, a 1ª da escuderia no Mónaco desde 2000 com Schumacher.

* Ferrari: 72ª Primeira fila completa. A 2ª da temporada (outra na Rússia). No Mónaco a última tinha sido em 2008 com Massa e Raikkonen.

* Motores Ferrari: 211ª pole da história. Mais na frente só Renault 213.

* Foi a 50ª pole da Finlândia na F1.

* Hamilton marca poles há 11 anos consecutivos (desde 2007). Passa os 10 anos consecutivos em que Ayrton Senna marcou poles. Agora na frente só Michael Schumacher que marcou poles em 13 anos consecutivos. De 1994 a 2006.

* Lewis tem 109 1ª filas (4 em 2017, 15 em 2016, 17 em 2015). É a 2ª maior marca de sempre. Mais, só Schumacher 116.

POLES DE 2017
Hamilton 3 Bottas 1 Vettel 1 Raikkonen 1 ;
Mercedes 4 Ferrari 2

1ªFILAS DE 2017
Vettel 5 Hamilton 4, Bottas 1 Raikkonen 1 ;
Ferrari 7, Mercedes 5

VOLTAS MAIS RÁPIDAS

* Sergio Perez – 4ª Volta Mais Rápida. (outras Austria 2014, Malásia 2013 e Mónaco 2012). É assim a 2ª vez que faz a Melhor Volta de Corrida no Mónaco.

* Force India – 5ª volta mais rápida de corrida da história (a 2ª pela mão de Sergio Perez em 2014 na Austria, e a 1ª desde Huulkenberg em 2016 na China)

* Motores Mercedes 145ª Volta rápida de Corrida.

VOLTAS MAIS RÁPIDAS 2017
Hamilton 3 Raikkonen 2 Perez 1;
Mercedes 3, Ferrari 2, Force India 1

Voltas Mais Rápidas no Mónaco
Sergio PEREZ Force India 1’14”820
Sebastian VETTEL Ferrari 1’15”238
Kimi RAIKKONEN Ferrari 1’15”527
Daniel RICCIARDO Red Bull 1’15”756
Lewis HAMILTON Mercedes 1’15”825
Lance STROLL Williams 1’16”075
Kevin MAGNUSSEN Haas 1’16”313
Max VERSTAPPEN Red Bull 1’16”329
Valtteri BOTTAS Mercedes 1’16”439
Esteban OCON Force India 1’16”482

PÓDIOS

SRDJAN SUKI

* Sebastian Vettel – 92º pódio da carreira. Pela 45ª vez no 1º lugar (menos 6 que o #3 do Ranking, Alain Prost).

* Kimi Raikkonen – 86º pódio da carreira. Pela 33ª vez no 2º lugar.

* Daniel Ricciardo – 20º pódio de carreira (2º da época e consecutivo). Iguala o número de pódios de Giuseppe Farina e John Watson. Pela 11ª vez no 3º lugar, tantas quantas Nigel Mansell)

* Ferrari – 714 e 715º pódios da história.

* Ferrari – 82º pódio com dobradinha 1-2
 
* Red Bull – 138º pódio da história

* Motores Ferrari – 720 e 721º Pódios

* Motor TAG Heuer – 19º Pódio

* Alemanha – 385º pódio.

* Finlândia – 173º pódio 

* Austrália – 118º Pódio.

PÓDIOS DE 2017:
Vettel 6, Hamilton 4, Bottas 3, Raikkonen 2, Ricciardo 2, Verstappen 1;
Ferrari 8, Mercedes 7, Red Bull 3

 PIT STOPS

* GP do Monaco – 28 PitStops

* MELHORES PIT STOPS em Monte Carlo

Considerando a Pit Lane inteira, porém, Lewis Hamiltno acabou por ser o mais lesto, reagindo na saída melhor que Ricciardo

1 Lewis Hamilton Mercedes 24.155
2 Daniel Ricciardo Red Bull 24.183
3 Esteban Ocon Force India 24.299
4 Sebastian Vettel Ferrari 24.306
5 Valtteri Bottas Mercedes 24.308
6 Felipe Massa Williams 24.353
7 Daniil Kvyat Toro Rosso 24.406
8 Carlos Sainz Jnr Toro Rosso 24.427
9 Jenson Button McLaren 24.465
10 Esteban Ocon Force India 24.496

* Vitórias em PIT STOPS 2017:
Massa (Williams) 3 ;

Verstappen (Red Bull) 1;
Ricciardo (Red Bull) 1.
Hamilton (Mercedes) 1 ; 

* TOTAL DE PITSTOPS DE 2017 = 216

Pit Stops -> AUS 20 CHI 80 BAR 31 RUS 20 ESP 37 MON 28


 VOLTAS NO COMANDO

* 2 Comandantes do GP da Rússia. Vettel 45 voltas, Raikkonen 33 voltas.

* Lewis Hamilton comandou GPs por 103 vezes. Ele e Schumacher são os únicos pilotos da história a suplantar a marca dos 100 GPs liderados. Lewis 103 em 194 GPs e Schumacher 142 em 306.

* Lewis Hamilton, a par de Schumacher, são os únicos pilotos a liderar mais de 3000 voltas na história.

VOLTAS LIDERADAS EM 2017:
Vettel 159, Hamilton 111, Bottas 62, Raikkonen 34 ;
Ferrari 193, Mercedes 173

ABANDONOS



* Tivemos 6 abandonos no GP, 5 por acidente/despiste (Wehrlein, Button, Ericsson, Kvyat, Ericsson)kkonen, Verstappen e Vandoorne), a outra por motivo mecânico (Hulkenberg)

* ABANDONOS TOTAL 2017: 33 abandonos (15 por acidente/despiste; 18 por motivos mecânicos).
Em 2016 tinham existido 85 abandonos, 30 por acidente/despiste; 55 por motivos mecânicos)

FACTOS ESTATÍSTICOS

* 6 GPs onde o vencedor de um GP não repete vitória no GP seguinte, é a 1ª vez que acontece desde 2013 quando Mercedes e Red Bull alternaram triunfos entre o GP do Mónaco e o GP da Bélgica.

* Foi a 1ª dobradinha da temporada para uma escuderia. Não acontecia desde 2012 (o que perdurou até à 16ª corrida, quando Vettel e Webber marcaram dobradinha com os Red Bull)

* Sergio Perez interrompeu 15 GPs consecutivos a pontuar. Fica como a maior sequ~encia do mexicano que só mais 8 pilotos na história conseguiram – Alonso, Hamilton, Raikkonen, Reutemann, Ricciardo, Nico Rosber
g, Vettel e Webber). Hamilton e Vettel vêm agora com 11 GPs consecutivos a pontuar. Ocon interrompeu tambem sequência de 5 GPs consecutivos nos pontos.

* Pela 1ª vez desde 2012 que a Ferrari obtém mais que uma pole na temporada.

* Ferrari com presença na 1ª fila nas últimas 3 corridas. Desde 2008 que tal não acontecia nesta sequência.

* Foi a 1ª vez desde 2011 que nenhum Mercedes apareceu no pódio.

* Nos últimos 3 anos, o líder no final da 1ª volta perde a corrida. Não acontecia desde a sequência de 1980-1982

* Pela 1ª vez desde 1966 que a McLaren chega à 6ª corrida do mundial com ZERO pontos.

* Jenson Button igualou o número de 306 GPs de Michael Schumacher. Mais, só Rubens Barrichello que fez 322.

* A Force India interrompeu sequência de 17 GPs consecutivos nos pontos, desde o GP de Inglaterra de 2016. a sua maior sequência de sempre e uma das 25 melhores da história.

* A Ferrri não vencia há 16 anos no Mónaco. Foi o 2º maior jeum da Scuderia no principado. A maior foi entre 1956-1974 (19 anos).

* a Ferrari obtém 10 anos depois, 7 pódios consecutivos com Vettel. A maior série desde Kimi Raikkonen em 2007 (Hungria-Brasil)

* Sergio Perez qualificou-se pela 4ª vez em 7º lugar da grelha no Mónaco

* Carlos Sainz fez P6 na qualificação, igualando o seu melhor resultado o ano passado em espanha, EUA e Brasil

* Sebastian Vettel torna-se o primeiro piloto Ferrari a vencer 3 GPs numa época, desde Fernando Alonso em 2012.

* 1ª vez que ambos os pilotos da Haas terminam nos pontos.

* Hamilton tem pelo menos uma vitória em cada uma das 11 épocas de F1

* Sergio Perez e Esteban Ocon fora dos pontos após 5 GPs consecutivos. A Force India deixa agora Mercedes e Ferrari como únicas que terminaram com ambos os pilotos sempre nos pontos todas as corridas de 2017.

* Únicos pilotos que em qualificação ainda não bateram o seu colega de escuderia em Qualificação 2017? Jolyon Palmer, Stoffel Vandoorne e Lance Stroll.

* McLaren está sem vencer há 84 GPs (desde GP da Brasil de 2012 com Button). É o seu maior registo sem vitórias. O anterior datava das temporadas de 1993 a 1997.

* 63 GPs consecutivos sem a McLaren no pódio

* 84º GP sem a McLaren na pole position, a maior ausência desde 1994-1997

* A Williams não vence desde o GP de Espanha de 2012 (Maldonado), há 100 GPs.

GRID GIRLS GP DO MONACO (link externo via motorsport magazin)

| Fórmula1

Rubens

rubensGPnetto, sempre foi um apaixonado pela F1, em especial pela Mclaren, esta por paixão e pela Ferrari por criação, melhor temporada foi a 2008, admira e muito o Emerson Fittipaldi e tem como o carro dos sonhos o Mclaren MP4/4 e sonha em pilotar um dia em Spa.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: