13 de Setembro aniversário de Kamui Kobayashi – Dia 115 de 365 dias dos mais importantes do Automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

O simpático Kamui Kobayashi completa hoje 31 anos, nascido em Amagasaki, Kobayashi iniciou a carreira no kart aos 10 anos de idade sendo campeão 4 vezes em 7 anos como kartista. Em 2003 passa a competir na Formula Toyota sendo superado na disputa do titulo por Kazuki Nakajima. Os bons resultados na série da montadora lhe valeram o ingresso no programa jovens pilotos da marca.

Iniciou sua aventura na europa na Formula Renault Italiana em 2004 terminando o campeonato na 4. posição. Em 2005 Kamui conquistou os titulos na Formula Renault Italiana e Europeia. Em 2006 foi para a F3 Euro Series que faz preliminar para o DTM, fechando o ano em 8. lugar, destaque para a vitoria na primeira bateria do famoso GP de Macau, o ápice para os carros da F3. Em 2007 mais uma temporada na Euro Series terminando desta vez em 4. lugar. O ponto alto deste ano foi conseguir contrato para ser piloto de testes da Toyota na Fórmula 1. Em 2008 ingressa na GP2 pela equipe DAMS, tendo uma temporada muito fraca, mas mesmo assim foi mantido na equipe.

Kamui Kobayashi, DAMS, Dallara GP2/05 – Renault Fonte: Speedsport-magazine.com

A persistência valeu a pena pois em 2009 foi campeão da GP2 Asia com a DAMS. Neste mesmo ano o salto mais importante da carreira de Koba, com a oportunidade de estrear na Fórmula 1 no lugar do acidentado Timo Glock. O alemão arrebentou sua Toyota em Suzuka e o time nipônico tentou fazer com que Kobayashi largasse em seu lugar no GP de casa, mas a FIA não permitiu pois o piloto não havia participado de nenhuma sessão de treinos livres durante o final de semana, logo a Toyota teve que se contentar em disputar aquela prova apenas com Jarno Trulli.

GP do Brasil de 2009 – Toyota TF109 Fonte: @Toyota

No GP Brasil em Interlagos finalmente o debut de Kamui Kobayashi, e o piloto japonês fez bonito classificando seu Toyota em 11º lembrando que foi um quali disputado sobre chuva intensa. O GP foi disputado sob sol escaldante e o novato deixou ótima impressão andando várias voltas no pelotão da frente disputando posição ferrenhamente com Jenson Button que conquistaria naquele dia o titulo de 2009 da Fórmula 1. Terminou em 9º lugar, nada mal para um estreante. Disputou também a etapa final em Abu Dhabi, e as boas impressões mostradas no Brasil se confirmaram no Oriente Médio. Koba largou em 12º e chegou em uma ótima 6. posição a frente do companheiro Trulli, a posição lhe valeu 3 pontos no campeonato. Mas a saga da Toyota na Fórmula 1 chegava ao fim naquele GP.

BMW Sauber C29 em 2010 Fonte: @Sauber

Felizmente as boas apresentações em Interlagos e Yas Marina foram suficientes para que o japones fosse contratado pela Sauber, que em 2010 voltaria ao comando de seu fundador Peter Sauber uma vez que a BMW assim como a Toyota deixavam a Fórmula 1. Teve como companheiro naquele ano os experientes Pedro de La Rosa e Nick Heidfeld. Fechou o ano na 12ª posição com 32 pontos, o melhor resultado foi a 6º lugar em Silverstone. Entre as equipes a Sauber foi a 8º com 44 pontos.

Sauber C30 em 2011 Fonte: @Sauber

Para 2011 a Sauber trouxe o promissor mexicano Sergio Perez para dividir os boxes com Koba. Mais uma vez o japonês bateu o companheiro de equipe fechando o ano novamente em 12º lugar só que desta vez com 30 pontos, o melhor resultado foi o brilhante 5º lugar em Mônaco, Perez foi o 16º na classificação final do campeonato. A Sauber fechou o ano tal qual como 2010 com 44 pontos, só que em 2011 foi a 7º entre as equipes.

Sauber C31 em 2012 Fonte: @Sauber

2012 foi o melhor ano para a Sauber, Kobayashi e Perez. O time suíço acertou a mão no carro, o último modelo descente feito pela equipe. A equipe marcou 126 pontos fechando o ano em 6º lugar. Perez esteve proximo de vencer na Malásia, terminando em uma impressionante 2ª colocação. O mexicano foi ao podium com a 3ª posição em Montreal e com mais um 2º lugar em Monza. Kobayashi pela primeira vez foi superado pelo companheiro de equipe no campeonato, seus melhores resultados foram o 5º lugar na Espanha, o 4º lugar na Alemanha, colocou a Sauber na primeira fila em Spa Francorchamps sendo superado no quali apenas por Button da McLaren, mas a confusão na largada eliminou a Sauber de Koba. A cereja do bolo foi o 3º lugar e o podium no Japão, onde Kamui resistiu a pressão da McLaren de Jenson Button nas voltas finais, e a torcida japonesa pode fazer uma belíssima festa em Suzuka. Infelizmente o piloto japonês perdeu a vaga no time em 2013 para o endinheirado Esteban Gutierrez.

Kamui Kobayashi Ferrari GT driver WEC Rd 08 Fonte: @Motor01

Sem vaga na Fórmula 1, Koba vai pilotar a Ferrari da equipe AF Corse na classe GTE Pro do WEC em 2013. Mas nosso intrépido piloto ainda não havia desistido da Fórmula 1. Ele organiza um crowdfunding angariando fundos com doações de seus fãs e consegue bancar uma vaga na Caterham para 2014. A nanica Caterham não permitiu a Kobayahsi desempenhos dignos de nota, os melhores resultados foram o 13. lugar na Malásia e em Mônaco. Chegava ao fim a aventura de Kamui Kobayashi na Fórmula 1.

Caterham CT05 em 2014 Fonte: @Caterham

De volta a sua terra natal disputou a Super Formula em 2015 e em 2016 retomou o relacionamento com a Toyota pilotando para time na classe P1 do WEC, onde está até hoje.

#sformula #kcmg #kamuikobayashi #twinlinkmotegi

A post shared by KAMUI KOBAYASHI (@kamuikobayashi) on

🤦‍♂️🤦‍♂️🤦‍♂️

A post shared by KAMUI KOBAYASHI (@kamuikobayashi) on

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da historia, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, pois é um PHD e MDA em Fórmula 1 ainda é Graduado, Pós-Graduado, Mestrado e Doutorado sobre História da Fórmula 1, Wikipedia erra o Cristiano não.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: