Hamilton lidera primeira sessão na Austrália, seguido pela Red Bull e McLaren enfrenta problemas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Depois de duas semanas de testes de pré-temporada realizados em Barcelona em um clima atípico em que a Fórmula 1 está acostumada a lidar, a categoria agora de fato volta para realizar a sua temporada de forma integral a começar pelo Grande Prêmio da Austrália, já iniciando as suas atividades pelo primeiro treino livre hoje (22/03).

Lewis Hamilton liderou a primeira sessão, seguido por seu companheiro de equipe Valtteri Bottas e Max Verstappen, no entanto Mercedes e Red Bull utilizaram os pneus ultramacios nessa primeira fase e mesmo a Ferrari ocupando o quarto e o quinto lugar com Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, respectivamente, os dois apenas fizeram a utilização dos compostos macios e supermacios.

A Mclaren voltou a apresentar problemas e a equipe ficou grande parte da sessão parada nos boxes, no carro de Fernando Alonso foi identificado um problema no escapamento, no entanto no carro do belga Stoffel Vandoorne a informação não fora divulgada.

O primeiro treino livre teve vários momentos em que não tivemos nenhuma atividade na pista, mas é comum que neste primeiro final de semana em Melbourne a evolução aconteça de forma gradual, até porque as equipes não vão revelar todos os seus segredos imediatamente.

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre em Melbourne

Sebastian Vettel foi o primeiro a deixar os boxes da equipe e dar a largada para o final de semana na Austrália e utilizava os pneus macios, mas já era seguido por Grosjean com os pneus supermacios da Haas e Marcus Ericsson da Sauber também utilizando os mesmos compostos. Aos poucos os carros passaram a ocupar a pista para a volta de instalação, mas somente alguns eram vistos com os compostos macios, seguindo alemão da Ferrari, apenas Hulkenberg, Raikkonen e Stroll estavam com eles.

Os pilotos aproveitavam para realizar testes de largada na saída dos boxes e conhecer a nova zona de DRS entre a curva 12 e 13.

Com quase 20 minutos de sessão já realizada, os carros retornavam para a pista e desta vez já investiam nos pneus ultramacios, para um stint mais longo. O primeiro a registrar tempo era Sergey Sirotkin da Williams com 1:32:057 e na volta seguinte ele conseguia melhorar para 1:29:342, Lance Stroll registrava 1:29:403. Ricciardo assumia a ponta com 1:27:608 e Sebastian Vettel também já era visto na pista, ocupando a quarta posição com 1:30:108, mas seguia em busca de melhorar a sua volta.

Não demorou muito para Raikkonen colocar 0s619 no australiano da Red Bull utilizando os pneus macios, mas a ponta era bem concorrida e Bottas conseguia virar 1:26:499 utilizando os pneus ultramacios.

Aproximando-se da conclusão da primeira meia hora da sessão, a pista estava bem movimentada e a Red Bull assumia a ponta com Max Verstappen (1:26:007) e Daniel Ricciardo (1:26:299). No entanto a Mercedes começou a mostrar que ainda é a força a ser superada e ela passou a disputar a ponta com os carros da equipe austríaca.

Ainda nos boxes apenas Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne não tinham tempo registrado, somente o espanhol havia realizado a volta de instalação, mas não retornou para a pista depois.

Hamilton já virava 1:24:914 após superar Max Verstappen que tinha 1:24:936, os dois estavam com os pneus ultramacios que tinham sete voltas sendo separados por apenas 0s022.

Com quase 40 minutos de sessão já realizados, Vandoorne era enviado para a pista para a sua volta de instalação, mas em seguida retornava para os boxes. Fernando Alonso tinha problemas no escapamento do carro e não havia previsão de liberação.

A atividade na pista seguia bem conservadora, restando apenas 50 minutos para o término do primeiro treino livre, os pilotos retornavam para os boxes para mais uma pausa. O final de semana em Melbourne é sempre conhecido pela sua evolução, já que é a primeira corrida do calendário e nesta primeira sessão as equipes também não costumam revelar o seu jogo logo de cara.

Valtteri Bottas voltou a desbravar a pista restando 40 minutos para o término do TL1, calçando um novo jogo de compostos ultramacios. Marcus Ericsson e  Charles Lerclec também acompanharam o finlandês da Mercedes para a pista, utilizando o mesmo tipo de pneus. Bottas passava a ocupar a segunda posição ao registrar 1:24:577.

Novamente o circuito de Melbourne voltava a ganhar vida e alguns pilotos nesse novo stint passavam a utilizar os compostos supermacios, como Verstappen, Ricciardo, Sainz, Ocon, Hulkenberg e Gasly.

Stroll com os ultramacios registrava o oitavo tempo com 1:26:363, sendo rapidamente superado por Sainz com 1:26:210. Vandoorne retornava a pista utilizando os pneus macios, marcando 1:29:558, Alonso seguia parado nos boxes.

Lewis Hamilton em mais um stint de pneus ultramacios conseguia melhorar seu tempo para 1:24:147, tínhamos mais uma rodada de voltas rápidas e mudanças de posições entre os pilotos.

A Ferrari com Sebastian Vettel explorava o uso dos pneus supermacios e Raikkonen realizava mais uma rodada com os pneus macios, não sentindo a necessidade neste primeiro treino de utilizar os pneus ultramacios. O finlandês tinha o quinto tempo (1:25:488) e Vettel que vinha para realizar uma primeira volta rápida com os jogos de pneus acabou abortando por ter errado, mas se mantinha na pista para mais tentativas.

Fernando Alonso só fora liberado restando pouco mais de 22 minutos para o término da sessão, já utilizando os pneus supermacios.

https://twitter.com/F1/status/977004624862437381

Hamilton seguia liderando a sessão e melhorando a sua marca, o inglês tinha 1:24:026. Grosjean que também estava na pista era visto na sétima posição com 1:25:730 e Vettel passava a ser o quinto colocado com 1:25:340.

Magnussen era visto extravasando os limites da pista enquanto a Ferrari seguia realizando suas atividades, o finlandês  da equipe italiana pulava para o quarto lugar ao registrar 1:24:875 e Vettel tinha 1:24:995. Fernando Alonso que seguia trabalhando na pista, aproveitando que fora liberado pela equipe, passava a ocupar a nona posição ao registrar 1:26:285 e novamente a atividade na pista voltava a reduzir, mas restavam pouco mais de dez minutos para a finalização.

https://twitter.com/F1/status/977005549081460736

 

Nos minutos finais os pilotos que retornaram para a pista se dedicavam ao ritmo de corrida e estavam com compostos que já haviam sido utilizados. Vandoorne conseguia deixar os boxes e passava a ocupar a décima segunda posição ao registrar 1:26:541 ainda utilizando os pneus macios.

Assim que a sessão foi finalizada os pilotos aproveitaram para realizar a simulação de largada alinhando os carros no grid.

https://twitter.com/F1/status/977012374858293248

lll Extra

Pouco antes dos carros irem para a pista, a Havaianas anunciou sua parceria com a Force India, o que foi uma ação muito bem pensada depois das diversas montagens que rolaram na internet após a instalação do Halo nos carros. A Force India não é a primeira equipe a firmar patrocínio com uma marca de chinelos, na verdade a Mclaren já havia feito uma ação semelhante com a marca australiana Gandys.

https://twitter.com/McLarenF1/status/976752527881461760

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: