Hamilton conquista pole, com volta voadora e Vettel vai largar do fim do grid

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Depois de não se adaptar com o acerto que a Mercedes havia ajustado para o seu carro, o inglês preferiu voltar para a configuração antiga e as coisas começaram a andar.

Sorte? Talvez! Uma vitória improvável em Cingapura, levando Hamilton a uma pole que também não estava prevista na agenda da equipe. A Ferrari se mostrava mais veloz durante este final de semana, mas o problema de Sebastian Vettel começou a surgir nos minutos finais do terceiro treino livre, quando foi forçado a retornar para os boxes, já denunciando o problema no turbo.

A equipe ainda tentou mandar o alemão para a pista, mas Vettel não teve como registrar nenhum tempo, antes que o turbo parasse de funcionar. A Ferrari tinha menos de 6 minutos para resolver o problema, o que obviamente não foi possível e Vettel não pode ser enviando para a pista. A troca dos compostos do motor, já rendem às piloto punições, mas o mesmo não vai ser afetado, pois já se encontra no final do grid. O interessante foi ver o piloto agradecendo ao time a tentativa de enviar ele para a pista e os mesmos com cara de desolação.

O que está feito, não tem mais como ser alterado. Vettel está esperando pela chuva que pode aparecer amanhã na corrida e pode ajudar o piloto a conquistar mais posições.

Hamilton acabou realizando a 70ª pole-position da sua carreira, mas apenas 0s045 separaram ele do segundo colocado que é Kimi Raikkonen. O aniversariante do dia, Max Verstappen superou o companheiro de equipe e assumiu o terceiro lugar.

Mais uma vez no ano e os dois carros da McLaren passaram para o Q3, com Vandoorne largando do sétimo lugar e Alonso do décimo.

lll Saiba como foi a Classificação

lll Q1

Wehrlein da Sauber foi o primeiro a deixar o pit-lane e já usava os pneus supermacios, seguido por Grosjean e Marcus Ericsson, que também usavam os mesmos compostos. Hamilton também não demorou para sair dos boxes e investia nos pneus macios, assim como Raikkonen da Ferrari.

Grosjen era o primeiro a obter tempo e tinha 1:34:943 e logo em seguida era a vez de Wehrlein com 1:34:655. Hamilton assumia a ponta com 1:32:380 e Ocon era o segundo com 1:32:764. Raikkonen vinha para assumir a ponta com 1:32:277 e Pérez era o quarto com 1:33:909.

Bottas tomava o terceiro lugar que até então era de Ocon, ao marcar 1:32:406. Vettel abortava a sua volta, pois o turbo não estava funcionando e o alemão da Ferrari não tinha nenhum tempo registrado.

Bom para Hamilton que voltava a liderar a sessão com 1:31:605, Ricciardo era o quarto cm 1:32:416 e Vandoorne sétimo com 1:32:838, no entanto Vertappen registrava o seu primeiro tempo e assumia a segunda posição com 1:31:920.

Fernando Alonso obtinha o décimo tempo com 1:33:049 e longo atrás Hulkenberg aparecia em décimo primeiro com 1:33:050 e Palmer estava colocado no companheiro de equipe com 1:33:231.

Vettel não conseguia nenhum tempo para dar continuidade na classificação, o problema no motor do seu carro era muito mais complexo e não tinha como ser resolvido a tempo, portando o alemão não tinha como deixar os boxes da equipe e vai largar da última posição do grid.

Massa conseguia subir para quinto com 1:32:267, Gasly da Toro Rosso era o oitavo com 1:32:547 e Palmer subia para nono com 1:32:576. Hulkenberg melhorava e estava em décimo com 1:32:576.

lll Eliminados 

16) Romain Grosjean 1:33:049

17) Kevin Magnussen 1:33:434

18)Pascal Wehrlein 1:33:483

19) Marcus Ericsson 1:33:972

20) Sebastian Vettel – sem tempo registrado

lll Q2

Bottas era o primeiro a se lançar para o Q2, com Hamilton e Ocon logo atrás, todos usando os pneus supermacios. Hamilton assumia a liderança com 1:31:009, seguido por Bottas 1:31:272 e por Ocon com 1:31:882.

Raikkonen tirava a ponta de Hamilton com 1:30:926 e Verstappen conseguia superar os carros da Mercedes ficando com o segundo lugar com 1:30:931. Ricciardo da Red Bull era o quinto com 1:31:452.

Hulkenberg conseguia o sétimo lugar com 1:32:194 e Felipe Massa surpreendia com o oitavo lugar 1:32:195. Palmer, conseguia tirar o Vandoorne dos dez ao marcar 1:32:257, mas ainda restava um pouco mais de 5 minutos para o termino da sessão e alguns pilotos partiriam para mais uma tentativa.

Alguns pilotos como Bottas e Hamilton que já estavam garantidos para o Q3, acabavam se encaminhando para a pista, portanto tínhamos 13 carros atrás de voltas melhores no circuito malaio.

Bottas conseguia assumir a ponta com 1:30:803 e Hamilton melhorava mais e se mantinha na quarta posição. Pérez conseguia subir para sexto com 1:32:484 e a McLaren mais uma vez passava para o Q3 com os dois carros, Vandoorne era o nono com 1:31:848 e Fernando Alonso era o décimo com 1:32:010.

lll Eliminados

11) Felipe Massa 1:32:034

12) Jolyon Palmer 1:32:100

13) Lance Stroll 1:32:307

14) Carlos Sainz 1:32:402

15) Pierre Gasly 1:32:558

lll Q3

Assim que a pista era liberada, Vandoorne foi o primeiro a deixar os boxes, mas os demais pilotos não perderam tempo e já tomavam conta da pista, atrás das suas voltas rápidas.

O primeiro tempo era registrado por Vandoorne com 1:31:889. Hamilton assumia a ponta com 1:30:076, seguido pelo finlandês da Ferrari com 1:30:308 e Ricciardo era o terceiro com 1:30:595. Verstappen não conseguia superar o companheiro de equipe, mas era consequência de uma corrigida de traseira na curva 14 e o piloto tinha 1:30:634.

Bottas estava entre os 5  primeiros, com 1:30:945, seguido por Pérez com 1:31:658. Fernando Alonso era o nono com 1:32:558. Hulkenberg ainda não tinha tempo registrado e ocupava o décimo lugar.

Todos os pilotos fizeram troca dos pneus, para o um novo stint e novamente usavam os pneus supermacios.

Verstappen melhorava o tempo, mas ficava com a terceira posição, com 1:30:541. Hamilton não conseguia superar o seu tempo na sua última tentativa por uma volta rápida, mas ela era suficiente para manter o inglês na ponta, pois Raikkonen acabou cometendo um erro na sua volta e marcava 1:30:121, apenas 0s045 separavam os dois primeiros.

Vandoorne conseguiu subir para o sétimo lugar com 1:31:582 e Hulkenberg que não tinha tempo registrado, ficava subia de décimo para oitavo com 1:31:607. Fernando Alonso acabou superado pelo companheiro de equipe e com a décima posição 1:31:704.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: