GP DA HÚNGRIA 2015 UMA CORRIDA MALUCA DO COMEÇO AO FIM

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

| Débora Santos Almeida – publicado em 27/07/2015 às 22:35.

Na semana que antecedia o GP da Hungria me deparei com vários comentários de que esse GP era meio chato e bem caído, sem muitas surpresas, que seria somente mais uma corrida e chegariam as férias da F1. 

E quando a gente já esta acomodado em nossas casas e no sofá para assistir a corrida confesso que não achei que nada de mais aconteceria mas e ai que está a surpresa não foi assim. 

Para começar já teve Felipe Massa queimando a linha e tendo mais uma volta de apresentação. Na largada as Mercedes perdendo a ponta para os dois carros da Ferrari e um toque entre elas que fez Lewis Hamilton perder 10 posições e começar a fazer uma prova de recuperação e acho que vão concordar comigo, Lewis pode ser um ótimo piloto, muitos arriscam a diz que é o melhor da temporada mas acho que as vezes falta paciência nele, eu sempre consigo ver dois pilotos diferentes nele o que esta na ponta, não comete erros, sabe guiar o carro até o final da prova sem perder o controle e o outro piloto desequilibrado, com falta de concentração, nervoso e nada cauteloso quando esta no meio do pelotão, são dois Lewis em um.  

Nico quase conseguiu chegar na frente de seu companheiro de equipe pois Lewis se envolveu ainda em um toque comRicciardo o que fez ele cair para 14 posição e ter que nadar tudo de novo, porém em uma disputa de posição Ricciardo se deu melhor e ainda furou o pneu de Rosbeg enquanto esse aplicava um X e ai a corrida dele foi para o saco e ainda chegou atrás de Hamilton não afetando em nada o campeonato. 

Tivemos Kyviat e Ricciardo no pódio, além de não vermos as duas Mercedes que eram praticamente confirmadas para o final da corrida. Acho maravilhoso  quando temos reviravoltas e outros pilotos conseguem chegar ao lugar mais alto, primeiro por tem um piloto tão novo indo ao pódio e essa foi a sua primeira vez, mais melhor que isso não foi só uma RBR, foi uma dobradinha, pra uma equipe que mal estava terminado corridas no começo do ano e não tinham resultados tão relevantes chegar ali no meu ponto de vista é mais que satisfatório. 

O incrível Hulk assustou a todos nessa corrida, depois de sofrer um acidente, que foi causando quando parte da sua asa dianteira quebrou e foi parar na parte de baixo do carro, ele perdeu o controle e foi parar no muro de contenção, seus engenheiros chamavam ele para saber se estava tudo bem, mas ele disse que sim e saiu do carro sem nenhuma ajuda, talvez devido ao momento que estamos vivendo na F1 depois da morte de Jules os menores acidentes que possam ocorrer já são suficientes para dar um baita de um susto.  

Os dois carros da McLaren terminando a corrida pontuando, aproveitando o erro dos outros conseguiram tem bons resultados no final da corrida, Alonso com o quinto lugar e Button com o nono, eu achava que não veria um rendimento alto assim logo mas é muito cedo para dizer que isso vai acontecer sempre, eles ainda tem um caminho longo para percorrer e Alonso e Button são os mais indicados para ajudar no desenvolvimento da equipe, já que eles tem um carreira bemextensa. 

Se para os carros da McLaren o final de semana foi generoso, alguém não mostrou o mesmo rendimento da Inglaterra e esses carros foram os da Williams, apesar dos erros que custaram a prova passada, era esperado que eles fizessem mais porém foi o oposto os carros não tinham aderência, sofriam com os pneus médios e Bottas teve que fazer três paradas, eles nem se quer pontuaram.  

A corrida para as Ferraris vinha sendo espetacular, Vettel e Kimi assumiram a ponta que era das Mercedes no começo da corrida, parecia ser o dia da dobradinha da Ferrari, porém na relargada que aconteceu depois da limpeza da pista na batida de Hulk, Raikkonen apresentou falta de potência e já estava 3 segundos mais lento que Vettel e quando o Safety Car se retirou da pista Raikkonen foi até os box tentar reiniciar, mas nada funcionou e ele acabou abandonando a corrida o desempenho dele em pista foi completamente diferente das outras corridas, ele deixou de ser mais um em pista e mostrou todo o potencial que ele tem, ele faz uma ótima dupla com Vettel, porém as vezes ele se mostra desinteressado, pena que dessa vez que ele vinha bem o carro teve essa falha, mas devemos reconhecer o que ele fez na pista. 

Vettel chegou dessa vez em primeiro e levou a melhor, fez uma corrida sem erros e aproveitou a oportunidade do começo. O macacão que ele estava usando com o nome do Schumi fez a combinação perfeita para o momento além de ter sido uma linda homenagem para Jules, a Ferrari está mostrando toda a Forza que tem e isso é muito bom aos poucos sabendo usufruir de tudo o que esta sendo oferecido.  

Agora é as férias, periodo que já começa a movimentar o mercado de pilotos mas a espera é boa e passa rápido e logo logovem Spa, corrida que vai acontecer na semana do meu aniversario, quero mais uma vitória do Vettel só para  comemorar ainda mais. 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: