GP da Coreia do Sul – 2013 – Vettel vence na última vez da pista – Dia 138 dos 365 dias dos mais importantes da história do automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

| Contextualizando

O circuito da Coréia do Sul ficou presente na Formula 1 de 2010 a 2013. A pouca presença de público foi o que justificou a saída desta pista do calendário.

2013 foi a apenas 4 anos atrás, mas ainda tínhamos Felipe Massa e Fernando Alonso na Ferrari, e Vettel na RBR, coisas que parecem que foram a muiiiitos anos atrás.

Fonte: @Tumblr

Analisando os participantes da corrida, podemos ver vários nomes que não estão mais na Formula 1: Sutil, Vergne, Maldonado, GutiErros, Di resta, Webber, Charles Pic, Van Der Garde, Chilton e Bianchi (coração partido em escrever isso). Sem contar o atual campeão, Nico Rosberg. Isso nos mostra o quanto o grid pode se renovar em poucos anos.

| A Corrida

Na Largada pouca confusão, apenas Felipe Massa rodou, e Hulkenberg se destacou, pulando de sétimo para quinto. Button e Perez já se estranhavam, mas ninguém saiu na primeira volta.

Largada para o Korean Formula One Grand Prix at Korea International Circuit on October 6, 2013 em Yeongam-gun, South Korea. Fonte: (Photo by Clive Mason/Getty Images)

Na volta número 4, Kimi Raikkonen fez uma ultrapassagem perigosa em Ricciardo, os dois quase ficando “roda com roda”, mas todos saíram ilesos (aaah…).

Felipe Massa foi para o final do pelotão depois de brincar de peão da casa própria na primeira curva, porém, na sexta volta já havia ganho 6 posições, e se preparava para o seu primeiro box (embora não tenha entrado).

A maioria dos carros começou com pneus super macios, exceto Ricciardo que começou com os pneus médios. Na décima volta, todas as equipes começaram a recolher seus carros para primeira troca, substituindo por médios para que pudessem permanecer mais tempo na pista até a próxima parada.

Na volta 16, Alonso, Hulkenberg, Raikkonen e Vettel batalhavam entre si pelas suas posições, mas sem grandes alterações para nenhum deles, apenas uma briga pesada. Vettel continuava na ponta, seguido por Groselha, Hamilton, Ricciardo (:D) e Rosberg.

Ricciardo entrou no box mais ou menos na volta 18, deixando o quarto lugar para Rosberg. Na vigésima volta começou uma batalha épica pelo quinto lugar, protagonizada por Hulkenberg e Alonso, onde Hulkenberg vinha fazendo o processo da velha lerda na calçada, puxando Alonso (e sem deixa-lo passar), Raikkonen e Webber. O ponto de emoção concentrada na corrida era este quarteto.

Bandeira Amarela na volta 26, devido a Paul Di Resta ter rodado sozinho após a “curva do carrossel” e ter encontrado a barreira. Aparentemente ele perdeu o controle de sua Force India.

Enquanto isso, Hulkenberg ia para o box, e Alonso era ultrapassado por Webber. O australiano ficou em quinto, e o Espanhol continuava em sexto para seu desespero.

Na volta 28, Rosberg ultrapassa Hamilton, pois o inglês estava com problemas em seus pneus. Nessa ultrapassagem, algo estranho acontece e a asa dianteira do alemão começa a arrastar no chão, soltando faíscas para todo lado, obrigando a equipe a chama-lo para o box ainda nesta volta. Duas voltas após, Hamilton parou no box para trocar seus pneus e sanar seu problema de tempo.

Fonte: @SkySports

Perez estava andando comportadamente quando seu pneu dianteiro direito, na volta 31, começou a dechapar (como escreve essa palavra???), e o deixou na mão, ocasionando mais uma bandeira amarela. Claro que a turma toda aproveitou esse vacilo para correr todos e trocar novamente os pneus.

O safety car saiu na volta 37. Com todos próximos, começava de novo aa batalhas pelas posições entre os grupos já citados. Na mesma volta, Sutil rodou e encontrou Webber, que em seguida começou a pegar fogo (ó o gás!!!). E com isso, mais uma bandeira amarela, bandeira branca na verdade.

Raikkonen, que ainda não tinha visto a confusão, ultrapassou Grosjean lindamente e conquistou o segundo lugar na volta 38.

A corrida foi liberada na volta 41, e Vettel já começava a se distanciar novamente de seus concorrentes.

Hamilton e Alonso começam a brigar pela quinta posição, mas Alonso não consegue superar o ex-rival. Depois de deixar Alonso para trás, foi a vez de Hamilton pressionar Hulkenberg pelo quarto lugar.

Na volta 45, Maldonado, Perez, GuetiErros e Massa se embolam, e massa acaba passando os dois e ficando com a ponta dessa disputa, o décimo lugar.

Sebastian Vettel da Infiniti Red Bull Racing Fonte: (Photo by Clive Rose/Getty Images)

E foi assim, sem maiores incômodos nas ultimas dez voltas, que Vettel deu mais um passo em direção ao seu tetracampeonato, vencendo a última corrida disputada na coreia do sul.

YEONGAM-GUN, SOUTH KOREA – OCTOBER 06: Race winner Sebastian Vettel (2nd right) of Germany and Infiniti Red Bull Racing celebrates with second placed Kimi Raikkonen (left) of Finland and Lotus, third placed Romain Grosjean (right) of France and Lotus and Infiniti Red Bull Racing Performance Engineer Tim Malyon (2nd left) on the podium following the Korean Formula One Grand Prix at Korea International Circuit on October 6, 2013 in Yeongam-gun, South Korea. (Photo by Mark Thompson/Getty Images) *** Local Caption *** Sebastian Vettel; Kimi Raikkonen; Romain Grosjean; Tim Malyon

Erika Prado

25 anos, estudante e totalmente apaixonada por engenharia mecânica. um coração de exatas num corpo de humanas. #F1 #TeamNR6 #Dogs #VemDiploma

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: