FP2 – Bottas lidera treinos de sexta-feira em Silverstone e Ferrari desbanca Red Bull

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Valtteri Bottas vem em uma boa fase, o finlandês que venceu o GP da Áustria, voltou a superar o companheiro de equipe e foi o soberano nesta sexta-feira de treinos livres (14), além de bater os recordes da pista e ter uma boa desenvoltura no circuito de Silverstone. A Ferrari que havia sido dominada pela Mercedes e Red Bull no FP1 acabou conseguindo superar as RBR mas ficou atrás das flechas de prata. Quem também cresceu de uma sessão para a outra foi Nico Hulkenberg da Renault, aparecendo em sétimo lugar. 

A sessão vespertina contou com uma maior movimentação nos tempos já que os pilotos não fizeram a simulação de corrida. Por outro lado nesta segunda sessão quase 40 minutos foram utilizados para a realização desse procedimento e ter uma ideia de como os carros vão se comportar amanhã na classificação e na corrida do domingo.

ll Saiba como foi o FP2

A sessão foi iniciada e Hulkenberg da Renault e Grosjean da Haas foram os primeiros a ir para a pista com os pneus médios. Nico Hulkenberg registrava o primeiro tempo  da segunda sessão 1:32:211 e Grosjean era segundo com 1:32:980. Hulk seguia na ponta melhorando e marcava 1:32:153. Vandoorne já estava na pista com a sua McLaren e ele usava os compostos supermacios e Magnussen assumia o segundo lugar superando o seu companheiro de equipe após marcar 1:32:709. Stoffel Vandoorne vinha para tomar a ponta com 1:31:263 e Jolyon assumia o terceiro lugar com 1:32:239. Os pilotos continuavam marcando tempos muito alto, já que no FP1 ele conseguiram atingir a casa de 1:29.

Alonso assumia a ponta com 1:30:959, mas não demorou muito para Felipe Massa com a sua Williams marcar 1:30:838, mas logo em seguida Sebastian Vettel registrava 1:30:320. Esteban Ocon assumia o segundo lugar com 1:30:683. Raikkonen conseguia melhorar o tempo de Vettel e a ponta estava bem disputada (1:30:308). Daniel Ricciardo conseguia colocar a Red Bull na frente dos carros da Ferrari após marcar 1:30:148.

Carlos Sainz era visto perdendo o controle do carro e escapando da pista, enquanto isso Vettel quebrava a barreira dos 1:30 e já fazia 1:29:850 alto. As escapadas não estavam sendo muito comuns no circuito, mas no FP1 Grosjean e mesmo Sebastian Vettel acabaram ultrapassando os limites da pista.

O tempo de Sebastian Vettel parecia muito bom mais Kimi Raikkonen marcava 1:29:161, seguido por Ricciardo com 1:29:822. Hamilton na sua primeira volta cronometrada registrava 1:28:780.

Daniel Ricciardo seguia melhorando o seu tempo mas se mantinha em terceiro lugar com 1:29:764 e Max Verstappen era sétimo colocado com 1:30:321. Hamilton seguia na pista reduzindo ainda mais o seu tempo para 1:28:543.

A Haas permanecia na décima quarta posição com Magnussen e décima quinta com Grosjean. Carlos Sainz e Marcus Ericsson seguiam sem tempo registrado e quase meia hora de sessão já havia passado. Fernando Alonso subia de décimo para quinto com 1:30:238 com supermacios. Ocon que estava com compostos iguais os de Alonso tinha apenas o nono tempo e dizia que o carro não estava rendendo muito na reta.

Com meia hora de treino concluída Valtteri Bottas assumia a ponta com 1:28:496 com pneus supermacios. Vettel subia para terceiro com 1:28:956, mas Raikkonen tirava ele depois de marcar 1:28:934. Hamilton vinha e volta rápida mas acabava escapando da pista no setor 2 e perdia preciosos décimos e Jolyon Palmer também era vitima.

Raikkonen em terceiro seguia melhorando o seu tempo e Felipe Massa pulava de sétimo para sexto com 1:30:006, Lance Stoll era décimo primeiro com 1:30:695. Os carros da Ferrari conseguiram o domínio em cima dos carros da Red Bull, mas Ricciardo em quinto seguia na pista tentado melhor o seu tempo e Verstappen começava o seu novo stint, assim como os outros usava pneus supermacios e tomava o quinto lugar do companheiro com o seu 1:29:098.

Hulkenberg dava um salto bem grande e pulava para o oitavo lugar com 1:30:041 e não perdia a oportunidade de melhorar o seu tempo, subindo para sétimo com 1:29:936. Kvyat também melhorava em relação a desenvoltura que havia tido no primeiro treino livre e ocupava a décima segunda posição, logo depois de ser superado por Sainz com 1:30:555.

Raikkonen voltava para a pista mas com os jogos de compostos macios que já tinham 5 voltas. Começava os testes para saber a duração dos pneus e a simulação de corrida para o domingo (16) com um pouco mais de meia hora para o termino da sessão livre de treinos.

Max Verstappen também escapava na pista e a Williams de Massa também fugia com a traseira do traçado, o brasileiro vinha tento dificuldade de controlar o carro e pouco tempo depois era mostrado perdendo realmente o controle da traseira do seu carro. Raikkonen também perdia a traseira da sua Ferrari e ia parar na brita entre o setor 2 e 3.

A Mercedes acabou mandando Valtteri Bottas com os pneus médios usados, enquanto Hamilton usava os pneus supermacios.

Kevin Magnussen reclamava de vibrações no carro e também escapava do traçado. Hamilton voltava para a pista com os pneus macios, mas os compostos também já se encontravam usados. Com menos de 10 minutos para o termino do treino livre, todos os pilotos foram para a pista.

Uma disputa da pista que aconteceu entre Felipe Massa e Max Verstappen nos minutos finais da sessão, ficou de ser investigada após o termino da sessão.

O tempo dos ponteiros da sessão permaneceu inalterada dado os quase quarenta minutos que foram usados para a simulação de corrida. 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: