FP2 Hungria – Ricciardo surpreende liderando treinos na sexta-feira e volta a colocar Red Bull na ponta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Daniel Ricciardo da Red Bull Racing voltava a assumir a ponta no segundo treino livre e dominava a sexta-feira (28) com os seus bons resultados na Hungria, ficando na frente dos carros da Ferrari e Mercedes e ainda por cima quebrando o recorde de Rubens Barrichelo ao marcar 1:18:455. Max Verstappen, companheiro de Ricciardo aparecia na sexta posição. Sebastian Vettel conseguia melhorar o seu tempo do FP1 e ficava com o segundo lugar com apenas 0s183 de diferença para o australiano e Bottas era o terceiro, seguido por Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton.

Hulkenberg voltava a aparecer no top-10 em sétimo, assim como os carros da McLaren com Fernando Alonso em nono e Vandoorne em décimo. Mais uma vez a Williams não tive um bom desempenho no ano, Stroll e Felipe Massa ficavam apenas com o décimo quarto e décimo quinto tempo. Os carros da Force India também não estavam entre os 10 colocados da sessão e mesmo Ocon dizendo que gosta muito de correr nessa pista, ficava apenas com o décimo primeiro tempo.

ll Saiba como foi o FP2

Nesta segunda sessão Raikkonen foi o primeiro a deixar a os boxes, em seguida Grosjean, Vettel e Ocon também se dirigiam a pista. Desta vez os pilotos estavam com os pneus macios (faixa amarela) e as voltas já começavam a ser abertas com Raikkonen marcando 1:20:085. Sebastian Vettel vinha para assumir a ponta com 1:20:057. Grosjean era o terceiro com 1:24:267 e reclamava sobre o acerto do carro.

A dupla da Toro Rosso colocava os seus carros em terceiro e quarto com Sainz e Kvyat, mas outras equipes como Mercedes e Red Bull ainda não haviam registrado tempo ainda. Vandoorne com a sua McLaren ficava entre os carros da Toro Rosso com 1:21:758 e Bottas assumia a ponta com 1:19:591, Verstappen aparecia em segundo com 1:20:002, mas logo em seguida Vettel tomava a posição com 1:19:698. Alonso tinha o quinto tempo em sua primeira volta com 1:20:864 e empurrava a dupla da Toro Rosso para trás.

Grosjean seguia reclamando sobre a perda da parte dianteira do carro e o piloto da Haas tinha apenas o décimo quinto lugar. Bottas seguia melhorando o seu tempo com 1:19:546 e Hamilton era terceiro com 1:19:761. Ericsson, Magnussen, Palmer e Wehrlein ainda não haviam registrado tempo e não estavam na pista. A Haas de Magnussen ainda estava sendo reparada depois da batida de Antonio Giovinazzi no FP1 e o mesmo também era realizado com o carro de Palmer depois de ter passado por cima de uma zebra no final da primeira sessão.

Daniel Ricciardo continuava superando e passava a assumir o segundo lugar com 1:19:610 e logo em seguida Hamilton pulava para a ponta com 1:19:373 e Verstappen se  tornava segundo com 1:19:474, empurrando Bottas e seu companheiro de equipe.

A briga pela ponta seguia e Daniel Ricciardo passava para ficar com a ponta com 1:19:324 e Hamilton colocava 0s545 no australiano e tinha 1:18:779. Verstappen era o terceiro com 1:19::383 e seguia melhorando o seu tempo.

Com um pouco mais de uma hora para o término da sessão o top-10 era Hamilton, Ricciardo, Verstappen, Bottas, Vettel, Raikkonen, Alonso, Sainz, Kvyat e Vandoorne.

Jolyon Palmer reclamava de problemas com o carro e o engenheiro acreditava que era o assoalho do carro e começava a verificação e Palmer tinha apenas duas voltas na pista.

Um segundo stint começava e os pilotos usavam os pneus supermacios (faixa vermelha). Vettel assumia a ponta com 1:18:673 e Raikkonen era o segundo com 1:18:755, mas Bottas logo em seguida empurrava o finlandês da Ferrari com 1:18:656 e Hamilton era o quarto com 1:18:779.

Hulkenberg voltava a aparecer em sétimo com 1:19:714. Felipe Massa rodava na curva oito perdendo a traseira do carro e Raikkonen era visto andando lento na pista, dizendo que estava com falta de potência, mas o finlandês conseguia resetar e voltar para os boxes.

Ricciardo também colocava os pneus supermacios e voltava para a ponta com 1:18:455 e Massa era visto perdendo o controle do carro mais uma vez.

Fernando Alonso subia para oitavo com 1:19:815 com supermacios e Verstappen também usava os novos compostos para ir atrás de voltas rápidas, mais ainda se mantinha em sexto com 1:18:951.

Pascal Wehrlein causava uma bandeira vermelha ao perder o carro na curva 11, quando tentava corrigir a traseira do mesmo e tinha um pouco menos de 40 minutos para o termino da sessão mas o relógio não era interrompido e o tempo continuava a correr.

O segundo treino livre era retomado com 25 minutos e os carros deixavam os boxes para aproveitar o tempo restante. A Haas conseguia concertar o carro de Magnussen e era mandado para a pista. Palmer tinha problemas de novo, após perder a traseira do carro e acabar batendo com o carro no muro de contenção mais uma vez a bandeira vermelha era acionada.

As atividades retomavam com apenas 12 minutos para o termino, mas as posições não foram alteradas e Ricciado seguia como líder da sexta-feira de treinos na Hungria.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: