FP1 Japão – Vettel coloca Ferrari na ponta, com Hamilton em segundo e Sainz acaba batendo a sua Toro Rosso

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Nas mãos de Sebastian Vettel, a Ferrari voltou a se mostrar forte e assumindo a liderança do primeiro treine livre, que da início a competição no Japão. O alemão acabou marcando 1:29:166, seguido por Hamilton que ficou a mais de 0s2 atrás.

Quem mais se aproximou dos ponteiros foi Daniel Ricciardo, que ocupou o terceiro lugar com a sua Red Bull, enquanto que o seu companheiro, vencedor do Grande Prêmio da Malásia apareceu apenas em sexto.

A sessão contou com uma bandeira vermelha ocasionada por Carlos Sainz ao bater na barreira de pneus, localizada na curva 11, destruindo a dianteira da sua Toro Rosso.

lll Saiba como foi o FP1

Sainz foi o primeiro a deixar os boxes, seguido por Vettel, Wehrlein, Palmer, aos poucos os outros pilotos se encaminhavam para a pista para a volta de instalação, utilizando os compostos médios sendo os mais duros do final de semana.

O primeiro a registrar tempo foi Daniel Ricciardo 1:32:372, seguido por Bottas com 1:46:041. Hamilton assumia a ponta com 1:31:544 usando os pneus macios (faixa amarela), assim como o companheiro de equipe, já o piloto da Red Bull estava com os supermacios (faixa vermelha). Verstappen era quarto com 1:32:883, pois logo em seguida Bottas subia para segundo com 1:31:551.

Hamilton seguia na pista e melhorava o seu tempo para 1:31:072 e Ricciardo em terceiro tinha 1:31:723. Vertappen subia para segundo com 1:31:435 e Grosjean era quinto com 1:34:379. Magnussen logo em seguida superava o companheiro de equipe com 1:34:308.

Hulkenberg vinha para deixar os carros da Haas para trás ao marcar 1:33:062 e Hamilton que seguia na ponta, marcava 1:30:517.

Vettel abaixava o tempo do piloto da Renault, mas utilizava um pneu macio com três voltas, quando marcou o seu primeiro tempo e tinha 1:32:468. Raikkonen que vinha logo em seguida assumia o quinto lugar com 1:32:074.

Hamilton seguia em ritmo forte e melhorando a cada volta e com 15 minutos de treino já realizado, tinha 1:30:042. Pérez era o oitavo com 1:32:699 e Hulkenberg se enfiava entre os carros da Ferrari ao marcar 1:31:845, assumindo o sexto lugar.

A pista contava com 18 carros em busca das suas voltas rápidas. Massa era o nono com 1:32:878 e Ocon décimo com 1:32:965. Vettel subia para a segunda posição com 1:30:641, enquanto a dupla da Red Bull se encaminhava para os boxes. Vandoorne com os compostos supermacios era nono.

Apenas Sainz, Gasly e Alonso não tinham tempo registrado e 20 minutos de treino já havia sido realizado.

Bottas se mantinha em segundo, agora com 1:30:277, Ocon subia para nono com 1:32:104. Gasly marcava o seu primeiro tempo do dia com os pneus macios 1:33:794. Pérez subia para décimo com 1:32:128.

Raikkonen saltava para terceiro com 1:30:512 e Vandoorne era oitavo com 1:32:061. Ocon subia para sétimo ao marcar 1:31:786.

Alonso se encaminhava para a pista e na sua primeira volta cronometrada já era o sétimo com 1:31:558. Daniel Ricciardo iniciava um novo stint e assumia a ponta com 1:29:541.

Com pouco mais de meia hora de treino realizado, era a vez dos carros da Mercedes se encaminharem para a pista com um novo jogo de pneus. Bottas se mantinha em terceiro, pois havia cometido um pequeno erro na sua volta e anotava 1:30:151. Hamilton assumia a ponta logo depois com 1:29:377.

Vettel também partia para um novo stint, mas seguia utilizando os compostos macios, enquanto isso Hulkenberg subia para sétimo com 1:30:974.

Vettel subia para quarto com 1:29:419 e apenas 0s042 separavam o alemão de Hamilton. Raikkonen também retornava para a pista com pneus macios e ganhava uma posição, se tornando o quarto no grid com 1:29:979 e Palmer era o décimo com 1:31:757.

Magnussen que estava em décimo nono, subindo dez posições ao registrar 1:31:620, mas pouco tempo depois Vandoorne conseguia superar o companheiro de equipe e fazer o piloto da Haas perder uma posição, ao subir para oitavo com 1:31:202.

Carlos Sainz acabava causando uma bandeira vermelha ao bater na barreira de pneus na curva 11. O piloto da Toro Rosso já vinha fora do traçado e perdido a tangência e a parte dianteira do carro o que ocasionou na falta de domínio do mesmo ocasionando a batida. O cronometro seguia correndo, como é típico dos treinos livres.

A sessão acabou retornando quando restavam 23 minutos e a limpeza de pista havia sido realizada, rapidamente. Os pilotos não perderam tempo para retornar para a pista. Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen aproveitavam para utilizar os pneus supermacios.

Grosjean era o oitavo com 1:31:032 e Fernando Alonso era o décimo com 1:31:275. Raikkonen era o quarto com 1:29:638 e Vettel assumia a ponta com 1:29:166 e Ocon subia para sétimo com 1:30:899.

Os carros da Williams ocupavam o décimo terceiro lugar com Lance Stroll (1:31:602) e Felipe Massa em décimo sexto com 1:31:912.

Os 10 minutos finais do treino contaram com os carros mais lentos na pista e com a chuva chegando ao circuito e com os carros que já começavam a ser recolhidos a espera da segunda sessão.

a

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: