Estreantes parte 2: Williams

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

| Cristiano Seixas – publicado em 03/11/2016, às 09:00

O canadense Lance Stroll fará sua estréia na Fórmula 1 em 2017 pela Williams substituindo Felipe Massa. A equipe de Grove tem apostado em jovens talentos desde o inicio dos anos 2000. Na coluna de hoje vamos lembrar outros pilotos que debutaram na Fórmula 1 na equipe de Sir Frank:

estreantes-williams-1
Jean Louis Schlesser, 1988 (Fonte: @Tumblr)

Jean Louis Schlesser, 1988
O francês fez sua única participação na Fórmula 1 no GP da Itália de 1988 substituindo Nigel Mansell na Williams-Judd. Largou em vigésimo segundo lugar e estava em décimo primeiro quando foi obliterado por Ayrton Senna.

williams more 94 6.tif
David Coulthard, 1994 (Fonte: @Tumblr)

David Coulthard, 1994
O escocês teve a chance de estrear na Fórmula 1 após a tragédia de Imola. Assumiu o carro que era de Ayrton Senna em Barcelona, sendo substituído pelo experiente Nigel Mansell em quatro provas. Terminou o campeonato em oitavo lugar com quatorze pontos, seu melhor resultado foi o segundo lugar em Portugal. Surpreendentemente foi confirmado como segundo piloto do time para 1995 quando todos esperavam a volta de Nigel Mansell.

estreantes-williams-3
Jacques Villeneuve, 1996 (Fonte: @Tumblr)

+ Estreantes PARTE 1: @McLarenF1

+ GUERRA CIVIL 2 – Tudo Seria Diferente Com Ross Brawn

Jacques Villeneuve, 1996
Jacques Villeneuve chegou a Fórmula 1 com credenciais, além do sobrenome famoso, havia conquistado o título da Cart e a Indy 500 no ano anterior. Tais feitos lhe valeram uma vaga na principal equipe daqueles tempos. A estréia na Austrália foi meteórica, marcou a pole e dominou a prova, mas problemas no final o fizeram perder uma merecida vitoria. Terminou o ano com quatro vitorias e o vice campeonato.

estreantes-williams-4
Jesnson Button 2000 (Fonte: @Tumblr)

Jenson Button, 2000
Primeiro representante dos estreantes muito jovens, Jenson Button venceu a disputa pela vaga com o brasileiro Bruno Junqueira. O início da parceria entre Williams e BMW foi promissor e Jenson Button pontuou já em seu segundo GP com o sexto lugar em Interlagos. Fechou a temporada em oitavo lugar com doze pontos e seu melhor resultado foi o quarto lugar em Hockenheim. Mesmo com bons resultados teve que dar lugar a Juan Pablo Montoya no ano seguinte.

estreantes-williams-5
Juan Pablo Montoya, 2001 (Fonte: @Tumblr)

Juan Pablo Montoya, 2001
Após um excelente estágio na Cart, conquistando o título em 1999 e a Indy 500 em 2000, quando a prova famosa já fazia parte do calendário da IRL, o colombiano literalmente chegou chegando na categoria máxima do automobilismo, com direito a uma ultrapassagem antológica sobre Michael Schumacher em Interlagos onde só não venceu porque foi obliterado pela Arrows de Jos Verstappen no final da reta oposta. Terminou o ano na sexta posição com trinta e um pontos e uma vitória em Monza.

estreantes-williams-6
Nico Rosberg, 2006 (Fonte: @Tumblr)

Nico Rosberg, 2006 
Credenciado pelo título da GP2 em 2005 Nico Rosberg estreou causando uma ótima impressão, marcando dois pontos com o sétimo lugar e a volta mais rápida no GP do Bahrein. Infelizmente o fim da parceria com a BMW marcou o começo da decadência da equipe de Grove e o filho de Keke Rosberg pouco pode fazer no restante do campeonato terminando na décimo sétimo posição com quatro pontos.

estreantes-williams-7
Kazuki Nakajima, 2007 (Fonte: @Tumblr)

Kazuki Nakajima, 2007
Se Satoru Nakajima teve apoio da Honda, seu filho Kazuki Nakajima teve apoio da rival Toyota. O japonês assumiu na última etapa do ano, o GP do Brasil, a vaga deixada por Alexander Wurz que havia encerrado a carreira na Fórmula 1. Uma participação discreta largando em décimo nono e terminando em décimo lugar. Em 2008 na sua primeira temporada completa terminou em décimo quinto com nove pontos, seu melhor resultado foi o sexto lugar em Melbourne.

estreantes-williams-8
Nico Hulkenberg, 2010 (Fonte: @Tumblr)

Nico Hulkenberg, 2010
Mais um campeão da GP2 a estrear pela Williams, que teve que se contentar com os fracos motores Cosworth após a Toyota abandonar a categoria. Nico Hulkenberg se destacou com o sexto lugar na Hungria e a pole em Interlagos. Terminou o campeonato em décimo quarto com vinte e dois pontos, mas seu talento infelizmente não foi páreo para os petrodólares de Pastor Maldonado.

estreantes-williams-9
Pastor Maldonado, 2011 (Fonte: @Tumblr)

Pastor Maldonado, 2011 
Em uma das piores temporadas da Williams, a equipe marcou míseros cinco pontos ficando a frente apenas das nanicas Lotus (Caterham), HRT e Virgin, o venezuelano pouco pode mostrar. Marcou apenas um ponto com o décimo lugar na Bélgica.

estreantes-williams-10
Valtteri Bottas, 2013 (Fonte: @Tumblr)

Valtteri Bottas, 2013
Mais um ano andando junto às nanicas Marussia e Caterham, como em 2011 apenas cinco pontos. Mas mesmo com um péssimo carro o finlandês brilhou com o terceiro lugar no grid em Montreal e o oitavo lugar em Austin onde marcou quatro pontos, superando seu companheiro Pastor Maldonado que por incrível que pareça já tinha uma vitoria no currículo.

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da historia, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, pois é um PHD e MDA em Fórmula 1 ainda é Graduado, Pós-Graduado, Mestrado e Doutorado sobre História da Fórmula 1, Wikipedia erra o Cristiano não.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: