Em casa, Hamilton lidera de ponta a ponta e aproveita para diminuir a diferença no campeonato com Vettel fora do pódio

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Mais uma corrida emocionante nesse final de semana. As duas ultimas voltas do Grande Prêmio da Inglaterra contaram com vários pilotos enfrentado problemas com o desgaste dos pneus e necessitando realizar mais uma parada nos boxes.

Hamilton acabou liderando a prova de ponta a ponta e garantindo 25 pontos para tornar a disputa pelo título mais acirrada. Ninguém imaginava que Sebastian Vettel acabaria com um pneu furado e perdendo posições no grid. O sétimo lugar do alemão da Ferrari, fez com que a diferença entre ele e Lewis Hamilton ficasse em apenas um ponto e Bottas agora está a apenas 23 pontos de Vettel, entrando assim também para a briga pelo disputa do título de 2017.

Mais uma vitória de Hamilton em casa, a quinta na sua carreira, sendo a quarta seguida, agora o inglês acabou igualando ao mesmo número de vitórias de Jim Clark e Alain Prost.

Uma grande corrida de Valtteri Bottas e também de Daniel Ricciardo da Red Bull. O finlandês da Mercedes que havia perdido cinco posições pela troca de câmbio e largou em nono, terminou a corrida na segunda posição, já o australiano que largou em décimo nono, aparecia em quinto depois da bandeirada final.

ll Saiba como foi a corrida

Depois de ter problemas na classificação, Daniel Ricciardo ainda trocou a caixa de câmbio e recebeu uma punição de perda de cinco posições no grid, mas Alonso tinha mais punições e com menos 25 lugares no grid acabou largando do ultimo lugar.

Palmer já enfrentava problemas na volta de apresentação e ficava parado no canteiro da pista e a primeira volta da corrida era abortada.

Na largada Vertstappen tentava ganhar a posição de Vettel, mas o alemão fazia de tudo para segurar o holandês, porém as investidas de Verstappen acabaram surtindo efeito e ele fez a ultrapassagem ainda na primeira volta.

Ainda na primeira volta Kvyat e Sainz estavam disputando posição e Sainz levou a pior na disputa com o companheiro e era fim de prova para ele. Os carros da Williams largavam bem e ganhavam as posições dos carros da Toro Rosso, que foram despencando na largada. Ocon conseguia superar o seu companheiro de equipe e pular para sexto tentando atacar Hulkenberg. O mexicano ainda perdia a posição para Bottas.  

O Safety car acabou entrando na pista devido a batida entre Sainz e Kvyat e permaneceu até a quinta volta quando tivemos a relargada. 

Bottas já ganhava a sexta posição e seguia escalando o grid, o finlandês que havia largado em nono já fazia uma melhor corrida do que a de Hamilton na Áustria.

Na oitava volta tínhamos a disputa pelo décimo sexto e pelo décimo sétimo lugar com os carros da Sauber. Bottas ganhava a posição de Hulkenberg e Sebastian Vettel já se aproximava de Max Verstappen para tentar recuperar a sua posição perdida.

Daniel Ricciardo que havia largado de décimo nono já era visto em décimo quarto. Kvyat recebia a punição de Driving Through por ter voltado para a pista de forma não segura, porém o incidente entre ele e o companheiro de equipe que estava sendo investigado, nas ultimas corridas Kvyat vem agindo como um torpedo.

Hamilton seguia na ponta fazendo voltas rápidas e já abrindo quase 4 segundos de vantagem para Raikkonen. Na volta catorze Vettel quase recuperava a posição e os dois disputavam roda com roda, Vettel conseguia momentaneamente colocar o carro na frente e dar a sensação que ganharia a posição mas Verstappen acabou revidando e mantendo o terceiro lugar. Com a disputa dos dois Bottas se aproximou deles e Vettel tomava um pouco de distância de Max já que o seu carro acabou saindo um pouco de traseira.

Sebastian Vettel voltava a atacar o piloto da Red Bull quase duas voltas depois e o holandês seguia defendendo a posição. Enquanto isso o outro piloto da Red Bull disputava com Felipe Massa e superava o brasileiro na pista. O piloto da Ferrari acabava reclamando das mudanças de trajetória de Verstappen, mas logo em seguida Vettel desistia da briga e entrava nos boxes para fazer a troca de pneus, voltando com os compostos macios.

Verstappen era chamado na volta seguinte para fazer a troca de pneus e era a vigésima volta, com isso Sebastian Vettel ganhava a posição do holandês já que a Red Bull acabou demorando no seu pit-stop. Bottas ficava com a pista livre e assumia a terceira posição podendo abrir distância para tentar ficar no pódio ao final da corrida.

Esteban Ocon era o primeiro piloto da Force India a fazer a troca dos pneus e voltava em décimo sexto, mas poucos pilotos haviam parado até o momento, e era apenas a volta 22. Alonso também fazia a sua parada e voltava em décimo oitavo. Na volta seguinte Lance Stroll da Williams fazia a sua troca e voltava com pneus supermacios.

Na volta 24 era a vez de Sergio Pérez fazer a sua troca e na volta seguinte Kimi Raikkonen era chamado pela equipe e também voltava com os pneus macios e na frente de Vettel. Dos ponteiros Hamilton e Bottas eram os únicos que não haviam parados, mas a Mercedes já chamava o inglês para colocar os novos compostos e conseguia voltar ainda na primeira posição mas praticamente em cima do companheiro de equipe.

Com 28 voltas os únicos pilotos que ainda não haviam parado eram, Valtteri Bottas, Ricciardo, Ericcson e Wehrlein. Kvyat era chamado para os boxes e já tomava uma volta.

Valtteri Bottas parava na volta 33 e voltava com pneus supermacios e na quarta posição e Ricciardo era o ultimo a ir para os boxes e retornava com pneus macios em décimo lugar. Alonso era chamado para os boxes pois a sua McLaren novamente apresentava perda de potência e mais uma vez o espanhol abandonava a corrida, com problemas no motor do seu carro. Ricciardo fazia a sua parada e voltava em décimo e seguia escalando o pelotão e na volta 36 ele já aparecia em sétimo.

Com dez voltas para o final a classificação era: Hamilton, Raikkonen, Vettel, Bottas, Verstappen, Hulkenberg, Ricciardo, Ocon, Pérez e Massa.

Os pilotos começavam a reclamar de bolhas nos pneus. Bottas encostava em Vettel e os dois começavam a brigar pelo terceiro lugar. Vettel quase perdia a posição depois de uma travada de roda, mas o alemão conseguia se manter na frente. E na volta 44 Bottas conseguia ultrapassar Vettel.

Ericsson atacava Grosjean e conseguia ganhar a posição do Francês, que acabou reclamando da manobra do piloto da Sauber.

O finlandês da Mercedes começava a dar voltas rápidas na pista e já começava a se aproximar de Kimi Raikkonen, restavam apenas 4 voltas para o final.

O pneu de Raikkonen acabou com duas voltas para o final e ele teve que ir para os boxes, com isso Vettel ganhava a posição do finlandês. Com os mesmos problemas de pneu, Verstappen também parava nos boxes mas conseguia voltar na quinta posição.

Mas a volta final da corrida ainda reservava uma reviravolta, Vettel acabava com o pneu furado e perdia o pódio, se arrastando até os boxes da equipe, fazer uma troca e conseguir retornar para a pista e garantir assim o sétimo lugar. 

Com o sétimo lugar de Vettel a diferença no campeonato diminuía ainda mais e agora era de apenas um ponto. Bottas que está aproveitando todas as oportunidades também entrou para a briga pelo título, que agora está com apenas 23 pontos de diferença para o líder que ainda é Sebastian Vettel. A corrida na Hungria vai ser muito disputada e vamos lembrar ainda sobre a troca de peça do motor que Vettel ainda precisa realizar e por consequência vai acabar perdendo posições no grid de largada.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: