Dia 24 de 365 dias dos mais importantes da história do Automobilismo – 14 de Junho de 1987, Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

| 14 de junho de 1987 – Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche Porsche

A tradicional 24 horas de Le Mans de 1987 integrava o calendário do Mundial de Esporte Protótipos, também conhecido como Mundial de Marcas, o WEC daqueles tempos. Era a quinta etapa do campeonato e nas quatro rodadas anteriores, Jarama, Jerez, Monza e Silverstone apenas a equipe Silk Cut Jaguar havia vencido.

A etapa mais importante do ano era a chance da Porsche reagir e mostrar que ainda podia se manter no topo, que ocupava desde 1981, vencendo em Le Mans e fazendo o campeão todos os anos desde então. Os britânicos da Jaguar chegaram a La Sarthe como favoritos, mas os alemães da Rothmans Porsche não estavam dispostos a serem derrotados facilmente.

O programa oficial da prova parecia apostar em uma vitoria da Jaguar. Fonte: @Tumblr

Para Le Mans a favoritíssima Silk Cut Jaguar vinha com 3 carros: o #4 com Raul Boesel e Eddie Cheever, o #5 com Jan Lammers, Win Percy e John Watson e o #6 com Martin Brundle e John Nielsen, a desafiante Rothmans Porsche vinha com o #17 pilotado por Derek Bell, Hans Stuck e Al Holbert e o #18 conduzido por Jochen Mass, Bob Wollek e Vern Schuppan.

Na qualificação a Rothmans Porsche dominou a primeira fila com o #18 de Mass/Wollek/Schuppan na pole acompanhando pelo #17 de Bell/Stuck/Holbert, na segunda fila o Jaguar #4 de Boesel/Cheever e o #6 de Brundle/Nielsen. O terceiro Jaguar partiria da quinta posição e o terceiro carro da Rothmans Porsche sequer largaria, pois havia sofrido danos severos nos treinos. A novidade no traçado era a introdução da chicane na curva 1 pouco antes da ponte Dunlop, vale lembrar que a magnifica reta Mulsane ainda não contava com as atuais chicanes.

Largada da 55ª edição das 24 horas de Le Mans. Fonte: @Tumblr

Sábado, 13 de junho de 1987, 16:00hrs em Le Mans, iniciava-se a 55ª edição da fabulosa 24 horas de Le Mans. A largada disputada com piso molhado viu os Rothmans Porsche na frente seguidos pelo Jaguar #6 e o carro #62 da Kouros Sauber Mercedes, isso mesmo a Sauber que todo cabeça de gasolina conhece, bólido pilotado por Johnny Dumfries, companheiro de Ayrton Senna na Lotus em 1986, Mike Thackwell e Chip Ganassi, ele mesmo, o dono da Chip Ganassi Racing, atualmente uma das principais equipes do automobilismo norte americano.

O belíssimo Porsche 962 C pilotado por Derek Bell / Al Holbert / Hans Stuck. Fonte: @Tumblr

Com apenas 16 voltas o Porsche #18 deixou a disputa com problemas de motor. A Jaguar fazia um início conservador, esperando que os Porsches apresentassem problemas para tranquilamente assumir a ponta. No início da noite o Jaguar #6 assume a ponta, mas com o Porsche #17 muito próximo. Demorou 11h para o primeiro Jaguar deixar a disputa, foi o #5 que se acidentou, 5 horas mais tarde foi a vez de problemas mecânicos alijarem da disputa o Jaguar #6.

O belíssimo Porsche 962 C pilotado por Derek Bell / Al Holbert / Hans Stuck. Fonte: @Tumblr

Restavam o Porsche #17 e o Jaguar #4. Curiosamente os problemas esperados na Porsche aconteceram na Jaguar, fazendo o #4 se atrasar muito nos boxes, daí em diante o Rothmans Porsche #17 administrou a ponta até receber a bandeira quadriculada as 16:00hrs daquele 14 de junho de 1987, seguido por três Porsches de times privados e em um melancólico quinto lugar o Jaguar #4. Os vencedores terminaram 20 voltas à frente do segundo colocado e 30 à frente do quinto colocado. Foi a quinta vitória de Derek Bell, que ficava a apenas uma de igualar o recorde de Jacky Ickx, a terceira de Al Holbert e a segunda de Hans Stuck.

As 24 horas de Le Mans de 1987 marcaram o décimo segundo triunfo da marca de Sttutgart em Le Mans, 1970 / 1971 / 1976 / 1977 / 1979 e partir de 1981 a Porsche iniciou uma série até hoje não igualada com 7 triunfos seguidos, superando a marca anterior da Ferrari com 6 conquistas seguidas entre 1960 e 1965. Para se ter uma ideia do quão fantástica é tal marca, nem a Audi com seu incrível domínio iniciando em 2000 conseguiu 7 coroas seguidas no mítico traçado de pouco mais de 13 km de La Sarthe.

A Porsche comemorou a vitoria fazendo questão de destacar seu 1-2-3-4 sobre os adversários. Fonte: @Tumblr

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da historia, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, pois é um PHD e MDA em Fórmula 1 ainda é Graduado, Pós-Graduado, Mestrado e Doutorado sobre História da Fórmula 1, Wikipedia erra o Cristiano não.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: