Dia 18 de 365 dias dos mais importantes da história do Automobilismo – 8º de Junho de 2014: #DanielDay que se originou no GP do Canadá de 2014

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

8 de junho – #DanielDay

Hoje, na Austrália, comemora-se o Daniel Day para os fãs do automobilismo, mais propriamente dizendo, para os australianos fãs de Fórmula 1.

Para entender isso, vamos embarcar em nosso DeLorean para 8 de junho de 2014…

| O Cenário

A Red Bull vinha de anos vencedores, e tinha um dos melhores carros do Grid. 2014 foi o primeiro ano do V6, onde a Mercedes chegou como a melhor equipe a temporada. Ferrari ainda enfrentava dificuldades com o desenvolvimento, e era a terceira força. Williams era uma ótima equipe que brigava feio com a Force Índia, que já tinha Sergio Perez como piloto e o quarto lugar nos construtores.

Sabemos que 2014 faz tempo quando pensamos que a Marussia ainda existia, McLaren ainda pontuava com os dois carros e pegava pódios.

| A Corrida

A largada foi “tranquila”, ou seja, não teve ninguém tretando, exceto Hamilton tentando ultrapassar Rosberg e tomando um “chega pra lá” do alemão, o que custou a segunda posição para outro alemão, Sebastian Vettel.

Logo na primeira volta, Jules Bianchi bateu em Max Chilton e o tirou da corrida, levando sua Marussia para casa mais cedo também. A curiosidade sobre isso é que Chilton nunca havia abandonado uma corrida antes do GP do Canadá de 2014 (Porra Jules! Kkkk)

Após a entrada do safety car e a permanência até a oitava volta, a corrida voltou, aparentemente tudo em seu devido lugar: Hamilton ultrapassou Vettel na décima volta e começou a pressionar Rosberg. O alemão segurou Hamilton e permaneceu na frente.

Toda a tranquilidade da corrida acabou na volta 37, onde as duas Mercedes tiveram um problema de motor, que comprometeu a potência das silver arrows em menos 160HP. Esta falha sobrecarregou o sistema de freios, causando o abandono de Hamilton na volta 48, após seu pit-stop. Com isso, Rosberg segurou a liderança, quase tendo que empurrar seu carro.

Curiosamente, após a parada das Mercedes, quem liderava e ficou com a volta mais rápida deste GP foi Felipe Massa. Durante a parada de Felipe Massa, formou-se uma procissão atrás de Rosberg, com Perez, Ricciardo e Vettel andando igual um comboio de amigos descendo para a praia.

Massa retornou em quinto lugar, mas se aproximou e começou a “tirar tempo” de Vettel, volta a Volta.

Na volta 66, o dono deste dia começou a brilhar. Perez começou a ter problemas com os freios de sua Force Índia, e Ric aproveitou a oportunidade para ultrapassa-lo. Além de ultrapassar Perez, o australiano tirou 0.7 segundos de Rosberg, e na penúltima volta o ultrapassou!!!

Ric manteve a liderança na última volta, que ficou marcada por uma colisão entre Perez é Felipe Massa.

A vitória de Daniel Ricciardo foi a primeira da Red Bull em 2014, quebrando as infinitas dobradinhas da Mercedes. O primeiro lugar do GP do Canadá foi a primeira vitória da carreira de Daniel Ricciardo, e por isso, na Austrália hoje é “comemorado” entre os fãs de automobilismo o “Daniel Day”.

Fonte: @RBR

Daniel Ricciardo continua na Red Bull Racing, hoje ao lado de Max Verstappen, e este ano, depois de começar abandonando o GP de sua casa, já conquistou 2 pódios e está 7 pontos à frente de seu companheiro de equipe.

Siga-me no Twitter!!!

Erika Prado

25 anos, estudante e totalmente apaixonada por engenharia mecânica. um coração de exatas num corpo de humanas. #F1 #TeamNR6 #Dogs #VemDiploma

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: