De 2012 a 2016, os números da classe GTE-PRO em Le Mans

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Reduto das equipes de fábrica do Mundial de endurance, a classe GTE-PRO, tem uma rica história também nas 24 horas de Le Mans.

Desde o ressurgimento do Mundial de Endurance em 2012, a classe GTE-PRO desponta como uma das preferidas pelos fãs. Carros como Ferrari, Porsche, Corvette, Aston Martin e Ford, grande parte com programas oficiais de fábrica, são um deleite para os fãs.

Para 2018, a BMW volta a classe com um programa oficial, apenas ratifica a importância dos GTs no ecossistema da ACO. No campo das especulações, McLaren e Lamborghini podem alinhar seus bólidos nos próximos anos.

Quem venceu desde 2012 na classe GTE-PRO em Le Mans? Acompanhe como foi cada fabricante:

  • A Ferrari venceu duas vezes na classe PRO em duas oportunidades (2012 e 2014). Porsche, Corvette e Ford, uma vez cada (2013, 2015 e 2016 respectivamente). A Aston Martin venceu apenas uma vez (2014), na classe GTE-AM. O time Inglês, ainda busca a primeira vitória entre os times profissionais.
  • Desde 2012, o construtor que mais vezes frequentou o pódio na classe PRO foi a Ferrari (seis). Porsche (três). Aston Martin, Corvette e Ford com dois cada.
  • Em 2012 e 2014, a Ferrari venceu na classe PRO, além do Mundial de GT da FIA entre os construtores e a Copa do Mundo do Endurance. O feito foi repetido em 2013 e 2016.
  • A Corvette venceu Le Mans em 2011, ainda na época do Intercontinental Le Mans Cup. Naquele ano, a nomenclatura GTE-PRO e GTE-AM, foram utilizados pela primeira vez.
  • Meio século depois da primeira das quatro vitórias em Le Mans, a Ford voltou a categoria e venceu as 24 horas, após um embate com a eterna rival Ferrari. Foram quatro carros inscritos, que terminaram em primeiro, terceiro e quarto. A equipe também venceu em Fuji e Xangai pelo WEC.
  • Doze pilotos de sete países venceram na classe PRO desde 2012: Itália (Gianmaria Bruni e Giancarlo Fisichella em 2012 e 2014), Finlândia ( Ton Vilander em 2012 e 2014), Alemanha (Marc Lieb em 2013, Dirk Muller 2016), França (Romain Dumas em 2013, Sébastien Bourdais em 2016),  Áustria (Richard Lietz 2013), Grã-Bretanha (Oliver Gavin em 2015). Estados Unidos (Tommy Milner e Jordan Taylor 2015, Joey Hand em 2016).
  • Gianmaria Bruni e Fisichella e Toni Vilander, são os únicos bicampeões da classe (2012 e 2014). Bruni também conquistou em 2014 o título na Copa do Mundo de GT do WEC. Ele já tinha vencido em 2013 em dupla com Toni Vilander.
  • Richard Lietz, vencedor em 2013, também conquistou o título da Copa do Mundo de GT da FIA em 2015.
  • Romain Dumas, também venceu em 2013, além de vitórias no geral em 2010 e 2016 com Audi e Porsche respectivamente. Em 2010, foi obtido a maior distância percorrida na prova ao lado de Timo Bernhard e Mike Rockenfeller. Ele também conquistou o título de pilotos em 2016.
  • Romain Dumas e Marc Lieb, venceram em duas classes diferentes: GTE-PRO em 2013 ao lado de Richard Lietz e na LMP1 em 2016 com Neel Jani.

Fonte: De 2012 a 2016, os números da classe GTE-PRO em Le Mans | VAVEL.com

Fernando Rhenius

Catarinense de Itajaí. Começou a cobrir o universo Le Mans em 2009, quando criou o bongasat.com.br. Desde 2013, é editor de automobilismo e literatura do portal Vavel Brasil. Corrida tem que ser longa, passando das 4 horas de duração. Também nutre uma paixão por literatura fantástica e terror. Seja Stephen King, H.P. Lovecraft ou Edgar Alan Poe, o importante é sentir medo. Se arrisca de vez em quando no automobilismo virtual, sempre com protótipos e carros GT.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: