Atualizações do Azerbaijão: Inovações Aerodinâmicas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

  A pista de rua em Baku possui uma combinação incomum de alta e baixa pressão aerodinâmica devido à mistura de grandes retas e curvas lentas. Consequentemente, qualquer pequeno ajuste que os engenheiros e projetistas pudessem encontrar com o objetivo de otimizar o ganho aerodinâmico do bólido poderia dar uma grande vantagem aos seus pilotos durante a corrida. 

| Renault R.S. 17 – Aletas fechadas

Essa novidade pode não ter sido utilizada na classificação e na corrida, mas a solução vista na Renault de Nico Hulkenberg durante os treinos livres de sexta foi ainda mais interessante por ser inédita na categoria. Usando uma pequena seção oval de carenagem, a equipe francesa buscou adicionar uma área fechada nas aletas sob o chassis do R.S. 17.

| McLaren MCL32 – modificações no difusor traseiro

O regulamento de 2017 deixou uma brecha na área de 4cm nas laterais atrás dos difusores traseiros. A Mercedes foi a primeira a explorar essa abertura ao adicionar uma extensão para ajudar o direcionamento de ar proveniente dos pneus traseiros, assim melhorando a eficiência do próprio difusor. A McLaren introduziu sua versão dessa solução aerodinâmica, utilizando um formato nunca antes visto, uma vez que as regras eram tão restritivas. Essa brecha no regulamento é similar à que permitiu a introdução inesperada das asas T nas coberturas de motor dos monopostos dessa temporada. 

Fonte do texto e das fotos: Formula1.com/Tech-Insight-aero-innovations-from-Renault-McLaren

Siga-me no Twitter!!!

Fernando Campos

Brasiliense, podcaster, Team Pepsi, torcedor do Fluminense e de basicamente todos os times de Boston, além de ser dono de um talento sobrenatural para matar equipes de Fórmula 1 (basta perguntar para a Toyota, Lotus e Aston Martin, que sequer entrou mas provou do veneno). Seu habitat natural é o Twitter mas pode ser encontrado falando besteira em outros lugares também. Joga nas 11 com podcasts no Podcast F1 Brasil, vídeos no Boteco F1 e textos aqui no Boletim do Paddock, com direito a uma passadinha no Superlicense de vez nunca, além das redes sociais tupiniquins do Apex Race Manager.

You May Also Like

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: