[ Tech Insight ] Atualizações da Bélgica🇧🇪: Mercedes vs. Ferrari

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

  O fechamento obrigatório das fábricas durante as férias de verão pode até ter interrompido o desenvolvimento dos bólidos de 2017, entretanto, isso não impediu que as equipes levassem peças revisadas para Spa. A Ferrari introduziu um grande pacote de atualizações, o que diminuiu ainda mais a diferença entre a escuderia e as flechas de prata. 

Ferrari SF70H – Endplate da asa dianteira

  A equipe italiana levou o modelo revisado de sua asa dianteira, com o objetivo de aumentar sua velocidade máxima e gerar menos arrasto e pressão aerodinâmica. A equipe removeu a aleta triangular horizontal que estava sobre a endplate desde o início da temporada. A nova versão será mantida em Monza, mas é possível que o modelo anterior volte a ser utilizado em Cingapura. 

Ferrari SF70H – Assoalho

  Os cavalos rampantes chegaram na Bélgica com mais um novo assoalho, muito diferente do que era utilizado anteriormente, especialmente na região em frente aos pneus traseiros. O design atualizado conta com uma entrada triangular a menos, e consequentemente, com mais espaço aberto. Além disso, a equipe também adicionou um pequeno elemento de carenagem longitudinal em frente aos pneus traseiros, bem similar ao introduzido pela Mercedes em Barcelona. Os novos difusores testados em Budapeste não foram levados para a Bélgica. Contando com uma parte central modificada especialmente para gerar menos pressão aerodinâmica, devem ser usados em Monza. 

Mercedes F1 W08 – Modificações na asa dianteira

  A equipe alemã também levou modificações para Spa. A asa dianteira utilizada na Bélgica (imagem da direita) usa praticamente a mesma configuração vista em Baku (desenho da esquerda), contudo, o corte na última aleta está ainda maior. As flechas de prata também estão utilizando uma aleta com ranhuras posicionada sob chassis, a qual foi introduzida na Áustria (seta da esquerda). A asa traseira do bólido também é similar ao modelo levado para o Azerbaijão. 

Fonte do texto: Formula1.com/tech-insight-the-title-rivals-belgian-updates

Fernando Campos

Brasiliense, podcaster, Team Pepsi, torcedor do Fluminense e de basicamente todos os times de Boston, além de ser dono de um talento sobrenatural para matar equipes de Fórmula 1 (basta perguntar para a Toyota, Lotus e Aston Martin, que sequer entrou mas provou do veneno). Seu habitat natural é o Twitter mas pode ser encontrado falando besteira em outros lugares também. Joga nas 11 com podcasts no Podcast F1 Brasil, vídeos no Boteco F1 e textos aqui no Boletim do Paddock, com direito a uma passadinha no Superlicense de vez nunca, além das redes sociais tupiniquins do Apex Race Manager.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: